terça-feira, 20 de junho de 2017

PASTOR AÍLTON: "DOM DE PROFECIA NÃO É PARA FAZER ESPETÁCULO"!

Sempre é uma maravilha o culto, e a palavra ensinada, a doutrina dos dons espirituais, foi bastante proveitoso. A Assembleia de Deus de Recife, liderada pelo pastor Aílton, tem seu culto de doutrina às segunda-feiras, e muitos órgãos são escalados para cantar ou mesmo fazer presença.
Bom é ver o púlpito cheio de obreiros, geralmente pastores e evangelistas, na frente, e presbíteros e outros atrás.
Ele falou sobre um dos dons de Elocução, o de profecia, e o uso que se faz dele. Explicou que não é um dom que deve ser usado para a obtenção de favores, mais sim para exaltação de Deus. Criticou o fato de muito que eram usados em dom de profecia, ter um séquito de pessoas atrás dele, como se esse dom servisse para liderar a igreja. "QUEM LIDERA A IGREJA É O MINISTÉRIO" disse.
Isso acontecia muito, antigamente, quando havia muitas pessoas que Deus usava nesse dom, era bastante comum na igreja. Hoje em dia se vê poucas profecias, nem se compara o tempo de hoje com aquele. E não era só profecia, mas havia também outros dons. Como o pastor disse, o de profecia é mais visível.
O problema todo é que havia um exagero por parte de quem profetizava, e combateu-se tanto isso, que terminou acabando isso. Diz 1 Tessalonicenses: "não apagueis o Espírito" (1 Ts 5.19).
Ele prosseguiu dando exemplos que conheceu, de irmãos que se considerava superiores ao ministério pelo fato de serem usados no dom de profecia. Nisso ele foi bem enfático, pois o ministério da palavra deve ser visto como superior a esse dom. Segundo fala 1 Coríntios 12, onde o pastor Aílton leu. Muito pertinente o o ensino para a nossa época, sobre os dons. existem muitos crentes novos que não conhecem isso.
Uma das coisas boas que ele falou foi do fato de quem está sendo usado em profecia atrapalhar a palavra que está sendo pregada. Realmente é errado. Mas o fato de quem está sendo usado por Deus por as mãos em cima da  cabeça de uma pessoa não é errado sempre. Às vezes Deus faz com que o profeta faça isso mesmo, eu mesmo já presenciei, e realmente foi coisa de Deus. Acontece muita coisa errada, mas nem sempre é erro, creio eu.
Ele fez questão de enfatizar a diferença entre dom ministerial e e esse outro. A profecia não é como no Antigo Testamento, é de outra forma, mesmo sendo profecia. A diferença é que esse dom agora é avaliado pela palavra de Deus, e se contrariar ela, deve ser rechaçado.
Citou também Ágabo, o profeta do NT, que, junto com outros profetas, fizeram grandes coisas na obra. Já ouvi um evangelista dizer que não havia profetas no NT, mas que foi até João. Ele até me criticou e mandou ler a Bíblia. Percebi que o mesmo não tinha muito conhecimento bíblico.
Graças a Deus pela palavra do pastor Aílton, o ensino, e que esse dom deve ser mais buscado, pois é necessário demais hoje. Busquemos então, esse dom cada vez mais.