domingo, 25 de junho de 2017

EISTEIN, A ASTRONOMIA, E O ARREBATAMENTO DA GREJA



Ao ler 1 Coríntios 15, fico estarrecido com a precisão do apóstolo sobre algumas estrelas, sobre corpos celestes, e sobre a vinda de Jesus. É muito linda, e eu fico estarrecido ao ler ela, todas as vezes.
Ao ler sobre o arrebatamento, em 1 Tessalonicenses 4, e outras passagens, fico admirado e pensando o quanto isso vi ser tremendo, num abrir e fechar de olhos, por causa do poder com que Cristo vai nos levar ao lar celestial, alem do espaço sideral, tão longe que o mundo e os cientistas jamais imaginam, pois só creem no que seu olhos podem mostrar, e no limite da ciência.
Para se ter uma ideia do que vi ser isso, vamos compreender um pouco da grandeza do universo que Deus criou.
A estrela mais próxima da terra é a Alfa Centauri C, que fica a mais ou menos 4,24 anos-luz. Para termos ideia dessa distância, um ano-luz é 9,461,000,000,000 de km ( nove trilhões, quatrocentos e sessenta e um bilhões de kilômetros) agora multiplique isso por quatro, ou por sete, se for a estrela Wolf -379, uma estrela anã localizada a 7,78 anos-luz de distância da terra. Isso é tremendo, se pensarmos que o arrebatamento vai ser em menos de um segundo, ou muito menos! Glória a Deus pelo seu poder terrível, esse é nosso Deus IAVÉ Elion! Ele vai fazer isso com sua igreja.
O planeta Kepler – 186f fica a 500 anos-luz de distância da terra. Isso que dizer que, se uma nave viajar na velocidade da luz, perto de 300,000 por segundo, chegará lá depois de 500 anos viajando pelo universo até lá! Agora imaginem com que rapidez iremos chegar no céu, onde veremos prazeres indizíveis. Nenhuma ciência pode explicar isso. Essa é a maravilhosíssima promessa que temos.

Tudo isso provem, também, da teoria de Einsten, físico autor dessa teoria que conhecemos como Relatividade, que tem influenciando a ciência moderna, e mudou muito do que Nilton postulava. Einsten baseou sua teoria nos estudos de Hendrik Lorents, um grande físico, como também em Olinto de Pretto, cujos estudos serviram de base para Einsteisn. Esse cientista fala que quem viajar à velocidade da luz, poderá ver o tempo passar mais devagar do que para a pessoa que está na terra. Por exemplo, se houver dois gêmeos, e um viajar em una nave, nessa velocidade, quando esse gêmeo que viajou, voltar, ele estará mais novo do que aquele que ficou! Pelo que eu vejo, somente a igreja irá viajar nessa velocidade, ou até mais do que isso, com certeza. Glória a Deus! Essa teoria de Einstein é a base de toda a cosmologia moderna. O micrroondas, por exemplo, existe por causa dessa teoria, e a bomba atômica também, como a tecnologia GPS.
Por não entenderem o movimento estranho de Mercúrio, por exemplo, os cientistas recorreram a essa teoria e a compreenderam.

Nem Einstein, nem a Cosmologia moderna jamais irão compreender esse poder de Deus, o qual irá levar a igreja a distâncias jamais imaginadas pela Relatividade, nem por toda a Cosmologia. Nesse dia, iremos para as regiões celestiais, para sempre. Amém.



por Leo Nardus Mouras