quarta-feira, 21 de junho de 2017

AS ORIGENS DO SÃO JOÃO, ENTENDA POR QUE OS EVANGÉLICOS NÃO O COMEMORAM

A madrugada do dia 13 de junho é uma data importante para o São João, pois se intensifica mais as comemorações desse santo, até culminar no dia 29. Essa festa é de origem pagã, antiga, influenciada pelas festas no Antigo Egito, Pérsia, Suméria, etc.
Foi no final do século III que começou-se a comemorar tanto essa festa, quanto a de São Pedro, trazida ao Brasil pelos portugueses, e era muito comemorada lá, como ainda hoje é. A diferença com a festa lá comemorada, é que aqui há esse incremento  do matuto e as comidas típicas como pé-de- moleque, milho, mandioca,leite de côco, comida da colunária dos índios e escravos, conforme a miscigenação do Brasil.
As outras festas com as quais a festa do São João se misturou são as quadrilhas, boi-bumbá, tambor de crioula, frevo, etc. Tudo isso está ligado ao paganismo absorvido por Roma,no tempo de Constantino, e ganhou uma roupagem "cristã", mais são oriundas dos cultos à fertilidade de deusas como Ishtar,Diana Afrodite, Vênus, Astarote e Astarte, nomes diferentes para as deusas vindas do culto babilônico de Semíramis, em tempos muito remotos, desde Hamurabe, ou até antes dele.
Os outros santos dessa festa, com os quais se misturou o culto de São João são Pedro, Santo Onofre, Santa Alice, São Manuel, São Marcos, São Tomé, São bentos, entre dezenas de outros, mais o mais conhecidos são esses três, São João, São Pedro e Santo Antônio e é nesta data que nos países do Norte se comemora o Solstício de Verão, como na África, Ásia, entre os bretões, celtas, bascos,quando lá é verão, e, aqui, inverno, etc.
Segundo diz a tradição católica, São João batista nasceu em 24 de junho, por isso a comemoração dele neste dia. E a fogueira é por causa do uso dela no paganismo, usada para queimar as vítimas do sacrifício às deusas da fertilidade, e era também adorado pelos povos antigos, como os persas. 
Falo disso em dois outros artigos meus,como em O Cristão, o São João e a Comida, e no artigo Esqueça João, Adore Jesus.
Adoremos só a Deus!