quarta-feira, 14 de junho de 2017

A VIDA SOFRIDA DAS DIRIGENTES DE CÍRCULO DE ORAÇÃO

Eu admiro o trabalho delas. São abnegadas demais por que têm amor a Deus, e à sua obra. Elas fazem um trabalho lindo e muito importante, e que, às vezes, sofrem muito. Geralmente esse trabalho espiritual que realizam não é fácil.

As dirigentes de círculo de oração são assim, mulheres sofridas demais. Muitas vezes elas agem como psicólogas, conversando e dando apoio a mulheres e homens que sofrem problemas terríveis com família, com trabalho, desesperadas, e elas aconselham, fazem oração com a igreja, e Deus dá vitórias, muitas vezes, no mesmo dia. Fora a intercessão que elas fazem por todo o povo de Deus, pelo ministério, pelas famílias, por missões, não é fácil a batalha espiritual.
Por incrível que pareça, muitas vezes elas sofrem pressões por pessoas que não deveriam fazer isso, mas deveriam dar apoio, por causa da relevância desse trabalho, e da dificuldade em ter pessoas que gostam mesmo de orar, de buscar a Deus com afinco.
Até cestas básicas elas conseguem, quando a pessoa não pode nem comer direito. Pois o que ia adiantar só orar, se a pessoa está precisando de alimento ali na hora? Pois essas irmãs são práticas também, elas ajudam materialmente as pessoas e espiritualmente.
Algumas vezes são pessoas traídas por seus cônjuges, e filhos nas drogas, presos, são tantos os problemas! Elas lidam com tudo isso tanto quanto os pastores, pois ficam diretamente com o povo. Se esse trabalho é muito apreciado pelo ministério, por outro lado, é temido, pois alguns parecem temer a liderança de muitas dirigentes. Com certeza, o sucesso dos pastores estão ligados diretamente à oração dessas mulheres ,ás suas intercessões, não só durante o círculo de oração, mas de madrugada também, conversando com o Senhor. Pense numa vida difícil, mas também prazerosa, de comunhão com Deus, por isso suscita inveja de muitos. Mas há quem queira esse cargo por causa do status de liderança, por estarem mais perto do pastor, etc. Mas as que desejam esse trabalho por causa disso, se enganam, pois o trabalho é espinhoso demais. Muitas dessas logo desistem por causa das perseguições e humilhações da parte de alguns.
Muita gente que hoje é próspero, é devido ao trabalho de intercessão dessas mulheres. Deus que as abençoe sempre.
Juntamente com a comissão, elas são as colunas da igreja, assim como Tiago, Pedro e João eram. Se alguém fica prejudicando o trabalho dessas irmãs, volte atrás, ajude elas, pois o trabalho que elas fazem é maravilhoso.
E quando é com o marido que elas têm problemas? Muitas vezes eles não são evangélicos, e dificultam o trabalho delas, arranjam mulheres, querem tratar elas como quem tratam suas amantes, e não agem com a moral que deveriam agir. Elas sofrem em todos os sentidos, devido ao trabalho delas, que frustram a ação do Diabo, que por isso dá suas investidas.
Eu mesmo fui muito ajudado pelo trabalho delas. Muitos livramentos e vitórias tive. Claro que eu também fazia minha parte, ia orar também. E Deus me deu vitória, e graças também à compreensão delas, que não ficam dizendo a todo mundo o que acontece, mas são discretas.
Algumas delas trabalham toda a sua vida dirigindo círculo de oração, e, idosas, são afastadas dessa função, doentes, sem apoio, precisando de médico, sem poder ir aos cultos, sem reconhecimento. Nem uma visita dos amigos e pessoas que tanto ajudaram! Conheci um caso assim. A irmã tinha mais de trinta anos de trabalho na igreja, e fez muitas obras relevantes para o reino de Deus.
É esse trabalho das dirigentes que tem sido fonte de bênçãos na igreja e na vida de muita gente. A oração é o sustento da igreja, e essas irmãs são verdadeiras gigantes nessa luta.