quarta-feira, 31 de maio de 2017

A CHAMADA DO PASTOR ISAQUE MARTINS, DE ABREU E LIMA



Nasceu em Recife, em 19 de novembro agosto de 1926. Seus pais eram Alexandre Martins Rodrigues e Ségora Lopes Rodrigues.
Aos vinte anos, ele foi separado para ser auxilair, em 1946. É batizado com o Espírito Santo em 1948, e, nesse mesmo ano, vai para o diaconato. Se casa com a irmã Neusa Rodrigues, e, um ano após isso, vai para o prebitério. Foi impossado como evangelista em 1951. Ele trabalhou com homens como Joel Carlson, Eurico Bergstém, pastor José Rosa, e o pastor José Amaro, que viam nele um homem preparado e chamado por Deus para fazer sua obra. Ele esteve à frente da Superitendência da Escola Dominical por 17 anos, onde fez um trabalho prodigioso. Também foi secretário e tesoureiro da igreja de Recife por alguns anos.
Alguns fatos comprovaram que o campo de Abreu e Lima foi entregue a ele por Deus. Primeiro, uma profecia de uma irmã, que disse que Deus iria entregar um campo a ele, e que ele não recusasse. Depois, houve uma confirmação disso quando o pastor Amaro Alexandrino foi inaugurar o templo numa localidade chamada Jaguarana, disse: “hoje faço o lançamento da pedra fundamental, mas é o irmão Isaque quem vai construir”, como de fato ocorreu.
Ha um fato que foi comentado pelo próprio pastor Isaque:

“eu vinha, no final da década de 50, de Goiana, com uma comitiva de pastores de um trabalho que lá ocorrera. Ao passar em frente ao templo sede de Abreu e Lima, o saudoso pastor José Amaro disse: ‘Isaque, olha Abreu e Lima’. Era como se estivesse dizendo: ‘este campo te espera’.

O pastor Amaro foi chamado para o Senhor em 23 de julho de 1969, em um acidente de carro, estando nele ele, sua mulher e sua sobrinha, que foram vitimadas também. Assumiu a igreja em Abreu e Lima o evangelista Antônio Ulisses da Silva. Depois, o pastor José Amaro empossou o pastor Isaque como presidente desse campo, e, como Deus dissera que faria, deu ao pastor Isaque o campo para ele cuidar, e fê-lo crescer de um modo tremendo.
Quando tomou posse, o pastor Isaque leu em 1 Tessalonicenses 5.25, que diz: “irmãos, orai por nós”. 
No ano de 1974, a igreja de Abreu e Lima, sob a presidência do pastor Isaque Martins, mandou o primeiro missionário transcultural para o país de Moçambique.Foi o primeiro missionário do Nordeste a ir para um outro país. Foi o irmão Severino Joaquim, com sua esposa Ruth.
O pastor Isaque esteve à frente de vários órgãos da CGADB, ou ligados a ela, ocupando cargos importantes, como na CPAD, onde ocupou o cargo de presidente do conselho administrativo, como também cargos importantes na EETAD ( Escola de Teologia da Assembleia de Deus),e da UMADENE (União de Ministro da Assembleia de Deus de Abreu e Lima).
Formou-se em Estudos Sociais pela FUNESO, 1980; em Teologia, pela academia La Voz de Los Andes, e, 1985. Também escreveu uma obra sobre a história da igreja, a História das Assembleias de Deus em Pernambuco, de 1918 a 1968.
Em 06 de Novembro de 1994, foi inaugurado o templo sede em Abreu e Lima, o que foi noticiado pelos jornais de Pernambuco. Teve a presença de várias personalidades evangélicas do Brasil inteiro.
No ano de 2004, em 14 de fevereiro, foi jubilado pela COMADALPE ( Comissão Estadual de Ministros de Abreu e Lima). 
Ao morrer, deixou, nesse campo, 130.000 ovelhas; 550 congregações; 98 pastores; 108 evangelistas; 542 presbíteros e 1.068 diáconos.
Fez um belo trabalho, esse homem de Deus, e até hoje perdura, para a glória do Mestre.

FONTE: SÍNTESE HISTÓRICA DA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ABREU E LIMA, editora Flamar, 2008.