segunda-feira, 10 de abril de 2017

VERGONHA NA CGADB: ELEIÇÃO CHEIA DE FRAUDES

Houve uma eleição CGADB domingo de abril (9), mas a justiça impugnou, pois havia várias irregularidades, como o fato do pastor Wellington Junior não ter saído da presidencia da CGADB, o que manda o lei.
Desobedecendo a lei, que anulou a eleição, a CGADB, na pessoa do atual  presidente, que não quer que ninguem alem de seu filho ocupe a presidencia dela, não aceitou a intervenção da justiça, escandalizando o nome de Jesus.
Era para o pastor Samuel Câmara e outro pastor concorrerem, mas não quiseram obedecer à lei, dando mal exemplo e escândalos no país todo.
A comissão eleitoral se euniu hotel de Brasilia, para debaterem algumas coisas que estão acontecendo, e mpediram a entrada internventor da justiça, o qual chamou a polícia,e foi feito um boletim.
Não é de hoje que há essas coisas nesse órgão que só está fazendo vergonha ultimamente, manchando o nome da igreja por causa de dinheiro, venderam-se à corrupção, estão entregues, e isso tem sido noticiado em muitos órgãos de imprensa, até no meio evangélico, principalmente, e o povo está sem acreditar nessas coisas, tanta corrupção num meio que devia dar exemplo a todos.
VEjam como estão escandalizando, vão terminar presos, pois os atuais presidentes dessa entidade não querem ceder terreno para outros ocuparem.
Uma das fraudes foi colocarem nomes de pastores inexistentes, e pastores que ja dormiram no Senhor, coisas vergonhosas demais para pessoas denominadas homens de Deus, usando o nome de Deus  vão, agindo dessa forma. Até a empresa contratada para fazer a eleição, entrou na trama!
O que os homens estão pensando disso?! A justiça está horrorizada  com tamanha barbaridade. Meu DEus!
É por isso que tão querendo que as igrejas paguem impostos do dinheiro que recolhem. Podem esperar isso.
Espero que a atual estão seja deposta, e esse povo seja de uma vez  todas excluidos da direção da CGADB.
Certamente a IEDPE vai se afastar cada vez mais disso tudo, e vai terminar liderando uma convenção no Nordeste. Duvido nada.