sábado, 22 de abril de 2017

QUE DEPRESSÃO!

A depressão tem tomado conta de muita gente, nesses últimos anos. Antigamente, quando se via uma pessoa calada demais, sem conversar com ninguém, sem alegria, dizia-se que era "doido", doente, pois o conhecimento que se tina da depressão era bem pouco ou quase nada no Brasil.
Quem era rico, fazia terapia, já se tinha certo conhecimento de uma determinada tristeza. Mas e a pessoa que era pobre, mas que passava pelo mesmo problema que um rico passava, com depressão crônica, e não tinha dinheiro para se tratar? Sofria calado, sem nem saber o que era isso. Pessoas se matavam por isso, por que é uma tristeza tão grande, que a pessoa não pode nem expressar o que sente, e, quando tenta falar, desabafar, pensam que ele é mole, chorona, mas não entendem que é depressão, uma tristeza que vem de dentro, lá no íntimo, e a pessoa nada pode fazer, mas apenas sofrer, e sofrer calado muitas vezes, por que a família não compreende, já tem essa pessoa por "problemática", mesmo que ela viva trancado dentro de um quarto, ou passando o dia nas bibliotecas, nos livros, recluso, sem amigos, se sente a mais inferior das criaturas, sem sua turma para sair, para se divertir, sem uma pessoa com quem possa desabafar alguma coisa que lhe corrói, vendo seus irmãos serem tão divertidos, terem tantos amigos, e você desprezado por ser tão imerso em angústia e tristeza, que seu semblante é de uma pessoa desprezível, feio, mas é a tristeza, lá dentro, dia e noite lhe corroendo, e você muitas vezes rindo, um riso falso, melancólico.
Junto com a tristeza existe, muitas vezes, o complexo de inferioridade, a sensação que você é um incapaz, mesmo que você tenha um bom conhecimento intelectual, mas por ter um tão baixo complexo, que não consegue usar esse seu conhecimento para alguma coisa. Além do mais, a pessoa em quem tanto você confiou é seu inimigo íntimo, que tem medo que você consiga usar todo o potencial que tem para superar ele, e receber, o lugar dele, a admiração da família das pessoas, e perder o primeiro lugar. Então essa pessoa faz o possível para você sempre ficar perto dela, para que possa ter mais sucesso em prejudicar você, pois sabe o potencial que você tem, pode superar ele. Mas ele precisa mostrar que se preocupa, não só com você, mas com toda a família. Essa pessoa leva uma vida dupla. Para os de fora, ele é um cara que se preocupa com você e sua família, mas, nos bastidores, cinicamente e metodicamente ela vai fazendo vocês ficarem dependentes de umas migalhas que ele lançar para vocês, enquanto faz de tudo para piorar sua depressão. E por aí o "amoroso" amigo vai acabando com quem pode roubar seu status.
Imagine um deprimido que tem um familiar desse, fazendo-se de amigo, mas por um egoísmo enorme, quer apenas ser o único herói, para quem os holofotes convergem.
Agora imaginem isso todo dia, o dia todo, tristeza em cima de tristeza, e não há nada que alguém possa fazer para melhorar. Aliás, esse alguém procura piorar cada vez mais, por pura maldade ou inveja de alguém que todos achavam que ajudava bastante.
Para terminar, se você tem alguém em sua família que mal fala com você, vive isolado, não tem amigos, vive triste, triste mesmo, ainda que pareça normal, converse com ela, não despreze sua tristeza, não ache que é um molenga ou uma molenga, que não aguenta uma tristeza pequena. Pode ser que essa tristeza seja congênita, por ter tido problema no parto, e ter prejudicado ele para o resto da vida. Se você sabe disso e ainda assim o trata como alguém inferior a você, tenha vergonha, procure compreender, pois uma pessoa deprimida a esse ponto, é um prato cheio para atuação maligna, para setas diabólicas em sua mente, e uma pessoa que é mais fácil de ser influenciado pelo maligno, por causa da fragilidade de seus pensamentos, de sua mente. Pense nisso quando ver uma pessoa triste a tal ponto de não curtir a vida, esse é o ponto. Essa pessoa não curte a vida, apenas é levada por ela, somente, mas não vive.
É uma vida difícil demais para se viver. Sofrer sozinho é uma das piores coisas que pode acontecer a uma pessoa, pois ninguém parece ser o suficiente compreensível para isso. Ele até que tenta se esforçar para dizer algo, falar do que está sentindo, mas a depressão não deixa isso acontecer.
É terrível, e ainda aparece um doente, com sorriso nos lábios, parecendo compreensível, mas é um verdadeiro monstro, que não quer ver você desenvolvendo seu potencial, pois isso irá ofuscar o brilho dele. E ainda se faz de bom, é um ego doentio, ele precisa aparecer como o sucesso da família, o orgulho, o deus deles. Como isso é triste, deprimente...