sexta-feira, 14 de abril de 2017

CORDEIROS NÃO PÕEM OVOS

Lendo o capítulo 12 de Êxodo, vemos que Deus estabeleceu o cordeiro pascal para simbolizar a libertação de Israel do Egito, e isso no dia 14 de Nisã ou abibe, entre março-abril, quando eles saíra pela noite, apressado, comendo o cordeiro de um ano, assado, com ervas amargas, como alface e outras mais, e isso ficou restabelecido em Israel.
Está escrito que nenhum osso do cordeiro seria quebrado (Jo 19.36), o que de fato aconteceu, se cumprindo em Jesus, crucificado fora das portas, conforme disse o escritor de Hebreus (Hb 13.12). Cada pormenor foi cumprido em Cristo, o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo, conforme disse João (Jo 1.36).
Baseado nisso, por que o coelho e os ovos estão tendo tanta relevância na páscoa? Isso é por causa do sincretismo religioso que deu origem à igreja Católica, no V século já estabelecido, conforme os pagãos iam entrando nela, fingindo-se cristão, afim de obter as benesses do Estado, via Constantino. O comércio, que adora um ícone para vender mais suas mercadorias, não deixou por menos e acatou, assim como acatou Papai Noel no lugar de Jesus na manjedoura. E o mundo, que odeia a Cristo, acatou isso, pois se ele abraçasse a verdade, que é luz, e mostra que estão nas trevas, seria uma testemunha dos pecados deles. Então preferem a fantasia de um coelho, do que acreditar na morte de Cristo.
Por causa da Páscoa, durante sete dias, não poderia ter fermento nas casas dos judeus, símbolo do pecado. Paulo disse que Cristo é nossa páscoa, sacrificado por nós. É isso que devemos ter em mente ao comemorarmos o sacrifício de Cristo, na Santa Ceia, que substituiu a Páscoa, e nós a comemoramos todos os meses, em cada congregação, pelo menos na Assembleia de Deus é assim, mas na igreja primitiva.
O que o mundo não sabe é que cordeiro não põe ovos; se soubessem disso, não faria e nem diria as besteiras que dizem, nem se embebedariam, e transformariam um símbolo de Cristo em uma coisa profana.
Cristo é nossa páscoa, que nada tem a ver com o que o mundo comemora hoje em dia, levando bem para longe o significado da cruz.