terça-feira, 7 de março de 2017

"SOU CRISTÃ, TENHO UM FILHO HOMOSSEXUAL, O QUE FAÇO?"

Imagem relacionada
Tammy Miranda
A primeira coisa que precisa ser levada em conta, é que é seu filho, ou filha. Independentemente de ser homossexual ou não, deve amar ele. Não é colocando ele para fora de casa que irá resolver essa questão.
Se os pais ensinaram dentro da palavra de Deus, fizeram de tudo que foi preciso, não há porque se sentir culpado por isso. A única coisa a ser feita é continuar amando ele, orando, e pregando o evangelho, jamais discutindo sobre seu modo de ser, a não ser que esteja passando do limite.
Quando os pais cristãos expulsam o filho de casa por ser homossexual, não está agindo como um servo de Deus, pois é anticristão essa atitude.
Esse é um problema passado por algumas mães  e pais evangélicos, infelizmente.
Algumas pessoas acham que se deve expulsar o filho de casa, mas não é assim que a Bíblia ensina. Se não amamos nossos familiares, como amaremos os outros, e que escândalo não seria isso?Certamente muitos ímpios blasfemariam do nome do Senhor.
Certa mãe disse que seu filho foi criado na igreja, e se declarou homossexual ainda adolescente, e ela não sabia o que fazer. Nesse caso, não há o que fazer senão buscar ajuda em Deus, continuar tratando o filho com carinho, e não esquecendo que ele não vai deixar de ser porque os pais vão expulsá-lo de casa. Deus é amor, e se um um pai ou mãe cristão não ama o filho, não conhece o amor de Deus. Uma mãe chamada Anita Worthen, co-autora do livro Someone I Love is Gay (Um Ente Querido É Homossexual), foi mãe solteira dos 20 aos 30. Ela percebeu que seus pecados na adolescência resultaram em condição desfavorável para o filho. O filho sempre procurava homems bem mais velho que ele, então ela percebeu que isso era pelo fato dele não ter tido um pai. Ela pediu perdão a Deus por causa de sua vida pregressa antes de ter esse filho. Não há mais o que fazer, a não ser buscar a Deus.
Não se pode controlar de que modo seu filho vai lidar com a tentação, nem se ele vai se tornar homossexual, cabe a ele em querer ou não,em ceder à tentação ou não, se ele for obediente à palavra. Isso cabe a eles, os pais não têm culpa disso, muitas vezes.
Claro que nós, cristãos, não aceitamos que isso seja normal, pis Deus não fez o ser humano para trocar de sexo, tudo o que ele faz é perfeito, e ele só fez homem e mulher. Não podemos jamais discriminar alguém por ser homossexual, mas também não podemos deixar de acreditar na Bíblia. Devemos amar eles, pois são filhos de Deus por criação, enquanto nós somos por adoção. Não somos melhores que eles, a diferença é que a misericórdia dele nos alcançou, e nós vivemos pela sua graça. Tanto ele quanto nós, sem Deus, somos entregues ao pecado, e em nada somos melhores que essas pessoas, é só por sermos salvos que também não estamos perdidos.
A Bíblia, em várias partes, diz que isso é pecado, como no capítulo  1 de Romanos, em 1 Coríntios 6.19,20, e em outras partes.
Resumindo, ame seu filho mesmo assim, abrace e dê carinho a ele, continue orando, e Deus mudará sua mente. Só ele pode fazer um milagre, e mudar sua vida.