sábado, 4 de março de 2017

A IGREJA, AS FESTAS, E O ESSENCIAL

Resultado de imagem para O AMOR CRISTAOJá foi falado bastante isso nos cultos de doutrina. Nisso e em outras coisas, o pastor tem sido sábio. Claro que concordo com ele.
Nossa igreja tem muitos órgãos, e as festividades tem sido bastante valorizadas em nosso meio, a ponto de tirar o sono dos líderes desses órgãos.Em parte isso é bom, e em parte não.Explico. O que se diz é que querem dar o melhor para Deus. Tudo bem, se esse melhor, muitas vezes, não for na forma somente, como nas vestes, nos enfeites, nos cartazes, nas flores nos púlpitos, etc. Aí é que começa o problema, amados.
Para ser sincero, os cultos não precisam disso. Bastaria que tenham uma adoração sincera a Deus, e demonstrações de amor ao irmão que não pode comprar a bendita farda do órgão. É mais proveitoso usar esse dinheiro que irá para as fardas, ou parte dele, para ajudar um irmão que precise de uma cesta básica, pagar a conta de luz, de água, comprar gás, ou mesmo comprar um par de sapatos para sua esposa. Isso sim é uma festa dedicada a Deus.
É triste, mas muitas vezes fazemos festas apenas para satisfazer nosso ego, para a foto sair bem, mas isso não é o essencial. Devemos deixar de lado essas coisas superfluas, e buscar a essência de tudo. 
Se buscássemos isso, com certeza Deus curaria mais, batizaria mais, daria mais vitórias,e SALVARIA MAIS VIDAS pois haveria mais amor e união, e humildade. Muitas vezes vimos uma festança desse tipo acima, mas não há nada de bênçãos como essas citadas, principalmente pessoas sendo salvas, que é o coroamento da festa.
Essas coisas que agora utilizam nas festas são ilusão, além de um gasto desnessário, em um tempo desse que estamos vivendo. Não deveria nem existir mais essas coisas. Por quê não realizar a festa somente com as roupas que os irmãos podem comprar, simples ou não?As roupas não são essenciais nossa festas cristãs, isso ficou na lei. Estamos na Graça, acabou esse negócio!
Ainda bem que isso está sendo combatido, pelo pastor; ele tem agido assim.