terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

UM POUCO SOBRE A PERSEGUIÇÃO AOS CRISTÃOS NA CHINA

Imagem relacionadaNa China, a Liga da Juventude Comunista, na china, está proibindo que seus correligionários sejam também religiosos como os cristãos, quem, por acaso, se tornar um religioso, terá doputrinado para que acabem com isso, e voltem a ser como antes.
Por causa da perseguição, 32 cristãos que moravam na fronteira com a coreia do Norte, foram expulsos de lá, depois de terem fugido da pwerseguição da coreia, entraram na China pela fronteira, e faziam de tudo para ficar morando lá escondidos do governo, até que eram denunciados por seus vizinhos. Os cristãos que que iam para a China, procuravam imitar o sotaque o sotaque chinês,e, com isso, enganavam até os próprios chineses.
eles também são impedidos de usar as principais ferramentas da internet, como o google, Facebook, Youtube, e Twitter, segundo o ministério Portas Abertas, que monitora a região, e está a par de tudo. O governo Chinês está proibindo eles de usaram a VPn (Internet Privada)que pode dar acesso aos sites proibidos pela China. Para essa proibição, a China usa seu Grande Firewall, que impede o máximo de sites que são proibidos pelo governo, de funcionar e ser acessado por quem o governo não quer.
O presidente da China, Xi Jiping, pediu  às universidades do país para que sejam fiéis à ideologia comunista do governo, e não permita que entidades ce ideologias cristãs influencie a universidade. O governo chinês vê os cristãos como uma ameaça às autoridades por ser um grupo não controlados por ela. Na verdade, o o governo sabe que os cristãos são pessoas que influenciam, e que pode mudar a ideologia deles.
Uma das coisas que mais acontecem de estranho por lá, é  ogoverno usar os cristãos como se fossem animais, cujos órgãos podem ser usados para  o que quiserem. Seus órgãos são "confiscados" pelo governo,e usados na "colheita" dconferência do partido, que vai acontecer em 2017, todos saberão o que realmente o presidente planeja.e órgãos, de acordo ccom o site Portas Abertas,citando o observador chinês ethan Gutmann.
Um novo projeto de lei quer proibir a realização de atividades religiosas de qualquer instituição em locais não autorizados, incluindo treinamentos ou conferências.
Na conferência do partido, que vai acontecer em 2017, todos saberão o que realmente o presidente planeja.