sábado, 25 de fevereiro de 2017

PROCURADORA DIZ QUE CRIANÇA NÃO PERTECE À FAMÍLIA

A procuradora federal dos Direitos do Cidadão Deborah Duprat participou de um debate na TV Câmara com os deputados Glauber Braga (PSOL/RJ), Marcos Rogério (DEM/RO) e Miguel Nagib, advogado e criador do movimento Escola sem Partido.
 Segundo disse a procuradora, a criança não pertence à família, mas ao Estado, ele pode doutrinar ela como bem quiser, não importa se os pais são evangélicos ou nao, e o Estado por ensinar outros valores a essa criança. Absurdo.
Ela esquece que a família vem antes do Estado, e não pode perder jamais o direito que lhe é inegável, por causa de uma lei.
cabe à nós, como cristãos, não aceitarmos que nossas crianças sejam doutrinadas pelo Estado, pelo que pensa um professor, seja em questão religiosa ou política.Somos nós, os pais, que devemos ensinar bons valores a elas, pois é nosso direito e dever, e  Estado algum pode tirar isso de nós, nem as ideias perversas de uma ideologia que sempre foi inimiga da família, como a maxista.
No debate, ela mostra o quanto acredita nessa perniciosa ideologia, e como zomba de Deus, chamando a crença na Bíblia de crenças em "deuses". Logo, é uma atéia. Mas isso não quer dizer que precisa ficar contra a família. é maldade dela, pois é inimiga de Deus.