sábado, 14 de janeiro de 2017

O MEDO RONDA 2017


A pergunta que muita gente faz é sobre o ano 2017; já que não se sabe o futuro, mal conhecemos o presente, as pessoas veem como começou o ano, com mortes, más notícias, tragédias..."Será que vamos sentir saudades de 2017?", foi a pergunta do âncora do jornal da TV.
Pelo que vemos, não será fácil. Já se cogita uma crise grande. As pessoas estão cansadas de procurar emprego, o qual aumenta dia após dia. Roubos, assassinatos, como se houvesse uma guerra civil no Brasil. E, agora, com o povo sem dinheiro para se manter, fica difícil pensar em algo bom para esse país. Até pegar dinheiro nos caixas eletrônicos está se tornando um suplício, o medo de assaltos é grande. Até a polícia está com medo.
Eu percebo medo nas pessoas que não têm Deus como sua âncora segura. Medo do futuro, tanto em relação à sua situação econômica, quanto sua situação espiritual, familiar. Acho que insegurança é a palavra ideal.
Fiquem certos que Temer não lhes pode dar segurança, nem o governo estadual, nem o prefeito. Só Deus nos segura. Se alguém está com medo do futuro, se pegue com Jesus, ele é o futuro que todos precisam.
É essa esperança do povo de Deus, em meio a todo esse caos, temos uma promessa no Salmo 91: "nenhum mal chegará a tua tenda". Isso nos dá segurança! Também diz outro salmo: "Deus é nosso refúgio..." Ainda bem que temos essa promessa de Deus, que é uma rocha inabalável, que conhece os que confiam nele, IAVÉ JIRÉ.