quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

E SE MARCOS ANTÔNIO CANTASSE NO TEMPLO CENTRAL DE RECIFE?


Seria interessante isso. Mas logicamente inviável, humanamente falando.
Marcos Antônio é um dos maiores cantores evangélicos do Brasil, com uma verve musical de causar inveja a muitos. É um talento impressionante. Certamente esse seu sucesso foi promessa de Deus em sua vida; e ele mesmo já disse isso. Mas ninguém o viu ainda cantar na Assembleia de Deus de Recife, na capital. O que seria preciso para esse cantor ir ao Templo Central da Assembleia de Deus em Recife, e cantar seus hinos? O que ele teria de perder, e fazer, para que isso ocorresse? Pode haver algum impedimento, ele e Deus sabem, e os pastores.
Ele teria de deixar de fazer certas coisas, como os shows evangélicos, deixar de ser tão "livre" em sua maneira de ser, e conformar-se aos ditames dessa denominação, que também é a de sua de origem. Atualmente, não se sabe em que denominação o mesmo faz parte, pelo menos a maioria não sabe.Outra coisa que ele teria de fazer, certamente, seria firmar um contrato com a Bereia Music,talvez, selo da Assembleia de Deus de Recife,a mesma de Eliã, ícone da dessa gravadora, e abrir mão de cantar livremente onde quisesse e onde pudesse cantar. Teria que mudar muito, o nosso cantor, segundo o que prega a Assembleia de Deus. É um dos mais talentosos compositores do Brasil, sem dúvida. Entre os seus álbuns estão "Fique à Vontade"; "Valeu à Pena"; "Eterno Dependende", entre outros. Dizem que o hit "Pastor" é endereçado a um pastor dessa denominação de origem sua, que fez certa exortação a ele . E parece ser verdade. E é uma carreira impressionante essa dele.
No entanto, depois de alcançar todo esse sucesso, e se sentir tão "livre" em seu modo de ser, e ter a liberdade que tem, dificilmente Marcos Antônio iria se submeter, de novo, a algumas normas de sua denominação. Parece que ele gosta de ser um cantor que cante o que queira, e vá para onde goste. Mas eu gostaria de ver ele cantando no Templo Central, em pleno Congresso de Mocidade.Seria bom que ele não tivesse enveredado por caminhos que o deixaram tão diferente de como ele era quando era membro da Assembleia de Deus de São Lourenço,a mesma onde o pastor Aílton, presidente da IEADPE, pastoreava, perto de Recife. Quem sabe um dia, quando ele estiver totalmente debaixo do poder de Deus, cheio do Espírito Santo,livre de toda  mancha?

Oro, então, para que Deus tenha misericórida dele e de todos nós, para que possamos adorar a Deus lá, no Templo Central, juntos com esse cantor.