sábado, 3 de dezembro de 2016

NVI ENFRAQUECE A MENSAGEM BÍBLICA


A NVI (Nova Versão Internacional), desde  o começo, tem suscitado críticas por parte de muitos evangélicos, por causa do empobrecimento do texto que está nela, pois não se baseia no TEXT US RECEPTUS, no qual se baseou Almeida para traduzir a Bíblia para o português.
Essa tradução tem mudado certos sentidos da mensagem bíblica, como os títulos de Cristo, como Senhor Jesus, Cristo, Jesus Cristo, entre outras coisas. Por isso que ela não é bem aceita.
A SBB (Sociedade Bíblica do Brasil), que lançou essa versão em Português, disse que "queria deixar a Bíblia mais próxima das pessoas menos instruídas, que elas pudessem entender a Bíblia numa linguagem  mais simples".Mas quem disse que é preciso uma tradução rasteira da Bíblia para entender ela? Se Deus quisesse uma linguagem rasteira da Bíblia, não usaria a eloquência de Isaías, a linguagem erudita de Lucas, a de Hebreus, e a linguagem poética profunda de Jó.todos textos de qualidade, que impressionam os mais estimados escritores da atualidade. É isso que deveriam pensar esses tradutores e linguistas, que nem sempre são servo de Deus, apenas usam seus conhecimentos para traduzirem a Bíblia, e a pervertem de modo que sua linguagem fica enfraquecida, ou mudado sentido textual.
Acho que a SBB não deveria ser usada na igreja. É preferível a ACF  e a AC (acho elas melhores que a ARA). Vejamos alguns erros dessa tradução.

João 3:13 Fiel = "Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, QUE ESTÁ NO CÉU." T.C. e NVI sacam do texto que Cristo "está no céu." Assim, anulam aqui (mesmo que não em toda a Bíblia), que Cristo é onipresente, é Deus! NVI: "Ninguém jamais subiu ao céu, a não ser aquele que veio do céu: o Filho do homem."

Cl 1:14 "Em quem temos a redenção PELO SEU SANGUE, a saber, a remissão dos pecados;" T.C. e NVI tiram aqui2 que foi pelo derramamento do sangue de Cristo que nossos pecados foram expiados, Deus foi propiciado, nossa salvação foi comprada!1 NVI: "em quem temos a redenção, a saber, o perdão dos pecados." Nunca esqueçamos: He 9:22 "E quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e sem derramamento de sangue não há remissão."! 
1 João 5:7-8 "Porque três são os que testificam NO CÉU: O PAI, A PALAVRA, E O ESPÍRITO SANTO; E ESTES TRÊS SÃO UM. E TRÊS SÃO OS QUE TESTIFICAM NA TERRA: o Espírito, e a água e o sangue; e estes três concordam num." T.C. e NVI arrancam aqui2 a mais explícita e uma das mais fortes provas da doutrina da Trindade!1 "Há três que dão testemunho: (8) o Espírito, a água e o sangue; e os três são unânimes." Será que isto não equivale à Bíblia dos Testemunhas de Jeová:? "Porque são três os..."
O rodapé da NVI visa levar a mortal engano, pois a passagem é estabelecida por fortes provas teológicas, gramaticais, lógicas, históricas, de contradição da crítica textual e de consistência com o estilo bíblico. E por pelo menos: várias traduções antiqüíssimas (Siríaca/Pershitta de 150DC, Valdenses de 157 DC, etc.); 22 manuscritos gregos (o 635, de 10** DC; etc.), entre aqueles relativamente poucos que contêm o capítulo e sobreviveram; praticamente todos os códices que também contêm o capítulo e sobreviveram (alguns anteriores ao século IV); e citações de 12 "pais da Igreja" (Tertuliano em 200 DC; etc.). Há um excelente livro exclusivamente em defesa destes 2 versos: "The History of the Debate Over 1 John 5:7-8", Michael Maynard, Comma Publications, 444 págs., 1995.


(T.C. se contradiz a si próprio! Bíblias-T.C., idem):
Mt 27:34 "Deram-lhe a beber VINAGRE misturado com fel; mas ele, provando-o, não quis beber." T.C. e NVI adulteram "vinagre" para "vinho", contradizendo frontalmente Sl 69:21! NVI: "Ali lhe deram para beber VINHO misturado com fel; mas, depois de prová-lo, recusou-se a beber". Ver análise no livro de Pickering, 4.5.1 e 7.1.1.

Somente quanto a outros versos inteiros: T.C. e NVI, em notas de rodapé, põem sérias dúvidas (o que, em termos práticos, é idêntico a erradicar da Bíblia!) sobre Mc 16:9-20 e Jo 7:53-8:11 (24 versos!); Mt 12:47; 16:3; 17:21; 18:11; 21:44; 23:14; Mc 7:16; Lc 22:43-44; 23:34. Põem tão mais sérias dúvidas que já chegaram a realmente extirpar do texto principal e difamar dentro de rodapés: Mc 9:44,46 (repetições de Is 66:24); 11:26; Lc 17:36; 23:17; Jo 5:4; At 8:37; 15:34; 24:7; 28:29; Rm 16:24.
essas são algumas provas da estranha tradução bíblia NVI, que enfraquece, empobrece, e faz que o sentido do texto fique mudado, prejudicando a compreensão dele, e sua mensagem. Preservemos a Bíblia.