quinta-feira, 13 de outubro de 2016

SAMUEL NYSTRON, O PIONEIRO DO AMAZONAS


Ele nasceu no dia 9 de de outubro de 1891, na Suécia, e sentiu a chamada missionária durante uma preleção na igreja Filadélfia, de Estocolmo. Recebeu uma profecia na igreja, dizendo que iria ser missionário, e ficou aguardando o dia que iria fazer a obra. Ele foi batizado com o Espírito Santo.
Depois de ter conhecido Carolina Josefina Nystron, começaram a namorar, eles foram separados para trabalharem no Belém do Pará, tendo casado antes disso, onde ajudou Gunnar Vingren, e fundou o jornal Boa Semente, precursor do Mensageiro da Paz.
Ele dava estudos bíblicos pelas igrejas do Amazonas e Rondônia, ajudando os pioneiros, principalmente Gunnar Vingren. A igreja Assembleia de Deus de Manaus foi fundada por ele, e foi uma das que mais cresceu no Brasil. No Rio Branco, ele fundou um importante trabalho, que também prosperou bastante. O trabalho no amazonas começou no dia 8 de janeiro de 1914, e tem crescido daí por diante.
Ele dirigiu o estudo na primeira Escola Bíblica de Obreiro no Pará, pois essa oi uma nova fase da igreja brasileira, que estava crescendo de uma maneira extraordinária, devido ao fogo pentecostal, que avivava as almas, e por causa do dinamismo vindo do Espírito Santo. Ele foi um dos que mais cooperou na orientação da igreja, ajudando a resolver questões difíceis que surgiam na época. Ele esteve em Belém de 1924 a 1930, até que precisou ir para São Paulo, onde realizou trabalhos de grande importância também. Era incansável no trabalho a Deus, e de norte a sul deste país ele trabalhou para o mestre, com sua erudição, e seus conhecimentos de várias línguas.
No ano de 1945 ele foi para Marrocos, dirigir um importante trabalho missionário, onde havia uma estação de rádio, onde era transmitido o evangelho em vários idiomas, e por vários anos ele ficou dirigindo esse trabalho, onde foi muito usado por Deus.
Ele morreu com 69 anos, na Suécia, de ataque cardíaco, enquanto dirigia seu automóvel afim de drigir um culto em certa igreja, onde também daria um estudo bíblico. Sua esposa morreu com 96 anos, em 1984, no mesmo país, Suécia.

Comparando as coisas, os pioneiros andavam quilômetros e quilômetros, no sol, levando enormes pesos, se cansando tremendamente; não havia automóveis, nem bicicletas, nenhum luxo, pois o trabalho que aziam eram duro, além da perseguição que sofriam, por causa da Igreja Católica, que perseguiram muito esses pioneiros. Isso é uma lição para muitos obreiros de hoje, que só querem luxo, e serem tratados como estrelas. Glória a deus por esses homens.