segunda-feira, 11 de julho de 2016

ATALAIAS COMO LUZEIROS NO MUNDO

 



O segundo dia do Congresso de Jovens, no Templo Central em Recife, PE, o 35, na igreja presidida pelo pastor Aílton José Alves, foi marcado pela palavra de Deus em Filipenses 2.15-17, onde se fala sobre ser luzeiro no mundo. O presbítero Salatiel falou sobre o atalaia que brilha no mundo, dirigido à mocidade.
O Quarteto Gênesis cantou um belo hino, inspirado por Deus, o que levou a igreja a glorificar ao Santo. Depois, cantou a irmã Amanda Vanessa, dois hinos.
O pregador se expressou calmamente, como se fosse um conselho dado aos jovens, foi uma palavra de uma brisa suave. Foi interessante isso.Os jovens ficaram atentos. Não houve aquele barulho costumeiro, mas Deus falou com quem estava lá, e também com quem assistiu pela TV.
Como nos outros dias, o templo estava lotadíssimo, sem ninguém nos corredores, ao contrário do que ocorria nos outros anos, que, apesar de ficar gente pelos corredores até lotar, não morreu ninguém, e ninguém ficou ferido. Na casa de Deus não ocorre isso. Alguns irmãos falam que nesse tempo era melhor, e que sente saudades dessa época, quando pregadores cheios do Espírito Santo pregavam e Deus curava na hora, o poder caía, endemoninhados eram libertos entre outras coisas que ocorriam.
Teve um momento em que o irmão profetizou especificamente, uma palavra dirigida, expressando que todos iriam ver e conhecer o Deus que servimos.
Depois, ao fazer o convite, três pessoas aceitaram a Cristo como Salvador, o que foi de muita valia, pois se uma pessoa se converte, isso é sinal que a palavra fez efeito.
Depois do culto, entrevistaram o pastor José Mario, e depois, o missionário Sóstenes, que falou sobre a chamada dele.
É verdade que essa época é outra, o que tem deixado alguns tristes pelo excesso de suntuosidade, mas a palavra está sendo pregada, e muito mais pessoas tem ouvido a palavra pela televisão, o que pode apressar a vinda de Cristo. Logo após, no programa após o culto, foi entrevistado um jovem do interior, do qual falou o irmão Waldemir Farias, sobre o que Deus falou a ele, após uma oração que o mesmo teve, na mesma hora respondida por Deus, dizendo que sua mão estaria segura nele.
Foi enfatizado, como nos outros dias, que o jovem deve ser exemplo onde ele estiver, luzir como um atalaia de Deus, avisando ao mundo sobre o perigo iminente. Graças a Deus.
É bom lembrar que na frente do templo, e atrás, há dois telões, onde se pode cultuar também. Parece que o templo Central está mesmo pequeno para fazer festas. Que terminem logo esse tão falado templo.