quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

PAZ

Eu quero a paz que nunca vai embora;
Eu quero a paz que grude em mim
A paz sem fim,
A paz de Jesus.

Só quero essa paz!
É essa mesma paz do sorriso das crianças,
Da inocência das crianças.
Quero a paz das crianças.

É essa paz que fala de minha infância querida
A paz dos braços de minha mãe,
A paz que me abraçava e confortava
A minha veia aorta.