quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

JESUS AMAVA AS MULHERES

O que acho bonito quando leio sobre o mestre, é seu modo de lidar com as mulheres, tão desprezadas pelos Saduceus, Escribas, e Fariseus. Eles maltratavam-nas. Chegavam ao ponto de dizer a Deus que eram agradecidos por não terem nascido nem samaritano, nem mulher e nem gentio. Era assim que os rabinos agiam naquela época.
Essa forma de tratar as mulheres veio dos Macabeus, a família Hasmoneana, pois eles deram origem aos Saduceus e Fariseus. Os primeiros eram aristocráticos, os segundos, mais chegados ao povo.
Mas a verdade é que só Jesus tratava as mulheres com humanidade. Quebrou vários tabus, entre eles o fato de conversar com elas, COMO FEZ COM A SAMARITANA, e ensinar a ela sobre o reino de Deus, as grandes verdades da Bíblia. Os rabinos diziam que as mulheres não eram dignas de serem ensinadas, por isso não aprendiam a Torah. Eram tratadas assim. Mas o Mestre amava elas, tanto, que Lucas registra que elas ajudavam o ministério de Jesus com seus bens,(Lc 8.3) andavam com Jesus por onde ele ia, pois Cristo havia curado algumas delas, expulsado demônios, como de Maria Madalena, de quem expulsara todos os espíritos maus que havia nela. Algumas dessas mulheres eram da alta roda de Jerusalém. Jesus mostrou com isso que a forma como as mulheres eram tratadas não condizia com o plano de Deus. Lembrem-se que elas eram aceitas como ajudantes na congregação,no deserto, pois ajudaram Moisés, estavam sempre dispostas a prestar serviço (Ex. 35.25,26).
Jesus amava as mulheres. Imaginem a cena em que Maria fica ao pé de Jesus ouvindo seus maravilhosos ensinamentos, embevecida, bebendo de sua sabedoria. Jamais um rabino faria isso! Nenhum mestre da lei fez isso. Só Cristo as entendia e as valorizou. Tanto, que foram duas mulheres que primeiro viram o Mestre ressuscitado. Se bem que o testemunho de uma mulher não valia nada, na época, mas Cristo amava elas. Outra cena foi a da prostituta que enxugou os pés de Jesus, aos molhá-los com suas lágrimas, e aquela outra, que derramou o caríssimo vaso de alabastro em sua cabeça.
Jesus amava estar com elas, chamou elas para o ministério na igreja, ajudavam Paulo, como ele mesmo diz em 16 de Romanos, em Filipenses também. O reino de Deus começou, também, com as mulheres, ao contrário dos rabinos, que não queria papo com elas. Jesus é diferente. E elas amavam Jesus.