quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

A TRISTEZA SEGUNDO DEUS

No livro de 2 Coríntios Paula se defende de umas acusações que os obreiros fraudulentos fazem contra ele, e também fala algo relacionada com sua primeira carta, onde ele havia aconselhado a igreja a por fora da mesma alguém envolvido com a mulher de seu pai (cap. 5), em brigas judiciais (cap. 6), e aconselha sobre casamento, divórcio, vida de solteiro (cap. 7), entre outras coisas.
Ele havia mandado Tito com a primeira carta,e, junto com Tito, mais dois irmãos, afim de lidar com essa e outras situações; e a igreja leu ela, e entristeceu-se com algumas coisas que Paulo falou na carta, pois teve de usar de sua autoridade de apóstolo. Mas embora tenha contristado a eles, essa tristeza foi segundo Deus, pois causou a arrependimento, e não a morte, coisa que a tristeza segundo o mundo causa. Veja o versículo:

Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, da qual ninguém se arrepende; mas a tristeza do mundo opera a morte. 2 Coríntios 7:10.
Foi essa tristeza que eles sentiram, e alegrou o coração do apóstolo. Deus foi glorificado na vida deles. Obedeceram aos apóstolo, que pregou o evangelho para eles, na região da Acaia, que era outro nome da Grécia.
Com essa sua carta, Paulo mostrou que não se pode ser conivente com o erro, pecado, pois a igreja deve ser pura, como uma noiva ataviada para seu esposo.A disciplina é necessária, pois o fim dela é a santificação e o céu É assim que tem de ser.