quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

O MAIS IMPORTANTE DO QUE TUDO

Finalmente chegou o fim do ano! Quantas lutas, quantas vitórias não tivemos. Em todas Deus nos sustentou e fortificou, fazendo-nos mais que vencedores.
Temos que agradecer a Deus por tudo que ele fez por nós, pela graça alcançada, por atravessarmos esse deserto e levarmos nossas cruzes até o porto seguro, Canaã. Que Deus nos abençoe, que continue a nos sustentar com sua destra.
Mesmo que não tenhamos dinheiro no banco sobrando, mesmo que estejamos devendo, e o sucesso ainda não tenha nos alcançado, temos a Deus, sua misericórdia e paz abundante; temos um céu por herança, somos herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo, e estamos assentados em regiões celestiais; estamos salvos da ira futura, e nosso futuro está garantido.
Infelizmente, muita gente deixou de ir hoje ao circulo de oração, apesar de ser o último do ano, todos esses cujo dia é na quarta-feira. Em muitos deles, creio que a maioria, poucas pessoas foram, o que me deixou triste. Esse seria o dia para agradecermos a Deus por tudo que fez, pelas vitórias, os dolescentes, os velhos, os homens, toda a igreja, dando graças a Deus por nos ter trazido salvos na sua graça, guardados de todo o mal.
A preocupação de alguns é fazer o cabelo, pintar unhas, preparar comida, comprar sapatos, gastar dinheiro, servindo ao deus do consumo, e esquecendo de Deus, o mantenedor da vida, o sustentador de toda as vidas. Inverteram as coisas. Se não comprarem, não se sentem vivos, não vale a pena viver.
É contra essa inversão que luto, pois isso passa, não vai contar no galardão se eu comprei isso ou aquilo, se fiz comida ou não, mas se eu coloquei Deus em primeiro lugar em minha vida ou não. Que coisa é melhor do que estar na casa de Deus buscando sua presença e louvando a ele por tudo que nos deu. É gostoso ficar no templo orando e ouvindo e vendo os irmãos agradecendo por tudo que Deus fez, e sentindo sua presença maravilhosa, acalmando a tempestade em nosso corações e renovando promessas, fazendo outras, curando, livrando nossos familiares, nos livrando das setas que voam de dia e de noite, e impedindo que algum mal chegue à nossa tenda, segundo o Salmo 91. É esse Deus que muitos estão trocando por uma festa e um pedaço de bolo, e indo atrás do comercio, do consumismo.
Precisamos mudar o conceito que temos de Deus, e dar mais importância ao que realmente importa. Que nesse novo ano que começa, possamos mudar isso.