quinta-feira, 12 de junho de 2014

OBREIROS SEM FAMA EM LUGARES INÓSPITOS


Fico observando os irmãos que fazem a obra de Deus, e os esforços que fazem para realizá-las. É muito difícil, mas prazerosa. O galardão é grande para quem faz isso.A Bíblia fala isso bem claramente. Um dos que mais se esforçam, boa parte deles, são os que dirigem cultos, os diáconos, presbíteros, evangelistas e pastores. E também auxiliares de trabalho. Há lugares bem inusitados, onde há templos das Assembleias de Deus.
Um deles fica em um subúrbio da zona Norte de Recife, no Alto da Bela Vista,onde há um templo que fica num lugar bem difícil de ir. Primeiro, quem vem da cidade, precisa saltar perto de um mercado público e entrar numa rua transversal da avenida principal, e esperar um micro-ônibus que sobe até a esse alto. É de graça. Se tiver carro ou moto, fica melhor.Mas só dá para ir bem até certo trecho, pois depois, a estrada é de barro, e, quando chove, só a graça! À medida que vai subindo o morro, vai-se tendo uma visão da avenida lá embaixo, vendo também outros morros de frente, o povo lá embaixo andando para lá e para cá. O vento sopra forte nesses lugares altos. No início há um templo da Assembleia, onde mora uma dirigente de círculo de oração.
Depois de andar até uma rua transversal como essa acima dito, vai-se andando numa estrada de barro até um trecho, onde se desce para o templo. É uma imensa cratera, e lá embaixo, o templo, que já foi inaugurado, presumo, pelo tempo que fui lá, estava quase pronto, agora já deve estar bem construído. É um templo bonito, e contrasta com o ambiente muito pobre.É preciso ter amor a Deus para ir ali dirigir um culto. E agora no meio do ano, chovendo, o acesso é muito ruim, se desce numa escadarias de barro, tendo cuidado para não escorregar e levar um grande tombo até lá embaixo.Havia, na época em que fui, mato de um lado e outro. O lugar lembra um pouco o interior, apesar de ser em no subúrbio de Recife. Quem dirigia muito culto por lá era um conhecido meu, auxiliar  de uma igreja do subúrbio. Uma coisa sobre essa divisão feita pela igreja de Recife. O Recife está dividido em áreas, e muitas vezes ficamos voando, pois os irmãos, em vez de se referirem aos nomes dos bairros também, falam só da área, e nem sempre dá para saber que bairro ou bairros essa área abrange. Seria bom deixar isso mais claro para os irmãos. Esses obreiros, que dirigem cultos nas Assembleias de Deus, são uns heróis mesmo! Enfrentam muita coisa para levar pão do céu aos irmãos. Difícil também é para levar a Ceia do Senhor para os que não podem ir à igreja. É um trabalho pouco visto, e alguns deles se referem a esses lugares como Lo-debares, de tão afastados que são dos mais "privilegiados". Mas a obra é feita por aqueles que não visam aos holofotes,que querem ir só para as igrejas que têm um povo mais  "bem de vida", infelizmente acontece isso, mas no geral, eles vão e fazem bem a obra.Isso me faz lembrar de Paulo, quando percorreu as regiões montanhosas da Frígia, lugar bem hostil geograficamente, e ele e Barnabé andaram centenas de quilômetros. Enfrentaram também pântanos, e não olharam as dificuldades. Graças a Deus que os mercenários não têm vez! Que Deus levante mais irmãos assim, que não visem o cargo como um fim em si, mas que vise a glória de Deus. Que bênção!