quinta-feira, 13 de março de 2014

SER OBREIRO E TER VIDA DE ÁRDUA TRABALHO


No livro de 2 Timóteo, no capítulo 2, Paulo dá lindas e fortes instruções ao seu filho e amigo, o jovem Timóteo, a quem foi constituído para pastorear a igreja de Éfeso, na Ásia Menor, onde hoje é a Turquia,país que tem parte na Europa, e parte na Ásia.
A carta, percebe-se, está cheia de carinho e afeição pelo amigo, e pastor, com quem se preocupa. Aquela igreja era especial para Paulo, onde ele pregou por um bom tempo.
Alguns conselhos de Paulo foram importantes para Timóteo. 
Primeiro, ele aconselhou o jovem a ser como um atleta. O apóstolo estava levando em conta a vida dura dos mesmos, que faziam de tudo afim de atingir o objetivo, que era o prêmio dado a quem vencesse, e a se abster dos males e tentações, mesmo para alcançar a coroa corruptível, tanto em Atenas, nos jogos, como em Coríntios, nos jogos ístmicos, onde os atletas eram honrados com a fama e com grandes prêmios. Mas para atingir isso, ele se esforçava ao máximo, não era fácil chegar a esse ponto. Era preciso sacrifício para atingir o alvo.
Teria que ser um soldado e não fugir ao estresse da batalha, mas enfrentar com máxima coragem.Que obedecesse ao comandante em tudo, estivesse um objetivo fixo, se abstendo de tudo que possa atrapalhar.
Ele também precisava ser como um fazendeiro, trabalhar arduamente para poder ter os frutos do trabalho, desde cedo arando a terra, sendo paciente e benigno, e com o tempo, ele iria ter o sucesso, mas era preciso arar a terra.
Era preciso também ser diligente no estudo das Escrituras, não podia ser negligente com isso, a Palavra era primordial para ele, um obreiro;não seria nada fácil para Timóteo, principalmente por que ele iria enfrentar tempos trabalhosos. A palavra teria que ser pregada a tempo e fora de tempo, pois a igreja iria ser bombardeada pelas heresias de Satanás de modo forte e perigoso.
Paulo desejava que o jovem obreiro  tivesse essa atitude e vigiasse, e a igreja tivesse um líder forte e cheio da Palavra de Deus.Hoje em dia precisamos de obreiros cheios da Palavra, e não aqueles que saem em busca de  fama, riqueza, e a avareza, que tem tomado conta de muitos ministérios, e igrejas cujos donos são os pastores, e não Cristo. Essa igreja não é bíblica, mas uma empresa.
Que Deus nos guarde, nos dê obreiros comprometidos e cheios de temor a Deus, para que a noiva de Cristo seja vitoriosa sempre.