segunda-feira, 24 de março de 2014

O DIA DO CRENTE SALVO


O crente tem uma vida bem interessante no domingo. Mais que interessante, ótima, maravilhosa. No domingo é assim de uma forma incrível.
De manhã, após acordar, ora, ou faz um culto. Toma café, e vai a Escola Dominical. Fica na sua respectiva classe até terminar, e ali há um estudo/debate sobre a Bíblia, sobre Deus, como servi-lo e estudar as doutrinas bíblicas. E assim o dia segue.
Depois vem a tarde e há o trabalho de evangelização. É a campanha evangelizadora. Um trabalho árduo feito após as 14:00 h do domingo. Muitas vezes enfrentando sol e chuva, ladeiras, pessoas ignorantes, inimigos da Palavra, cansaço, e muitas coisas como essa. É o dia do cristão salvo. Um domingo abençoado.
E esse trabalho da evangelização é tão fundamental que dele depende os outros trabalhos e órgãos, como os corais de adultos, adolescentes, e os mais diversos trabalhos.
O dia do salvo é mesmo bem agitado, dedicado a Deus, como os judeus ortodoxo dedicam o sábado, iniciando na sexta-feira pela tarde. Uma bênção.
Chegam da campanha, descansam um pouco, e vão ao culto pela noite. Que vida agitada. Fora os outros dias de culto, pela noite e pela tarde.Mas o domingo é especial para o cristão e nele ele se delicia e vive em Deus. No templo, Deus consola, salva, alegra o coração, dá livramento, muda vidas, dá vida, amor, paz, perdão...
Deus é o Deus que transforma e fica sustentando com sua paz, que o mundo não tem, mas possui a sua, que é uma falsa paz, tão insegura e fraca como um fio de cabelo.