quinta-feira, 27 de março de 2014

FRAUDE NUNCA MAIS!

Achei interessante este artigo sobre eleição, que todos nós deveríamos ler, pois temos dois deputados.boa leitura.


A VERDADE QUE NÃO QUER CALAR SOBRE A FARSA ELEITORAL DE 2002 NO RIO DE JANEIRO:
O CASO DO DEPUTADO ESTADUAL FRAUDADO IVAN FERNANDES - UM NOVO "PROCONSULT"
E as ilusões estão todas perdidas/Os meus sonhos foram todos vendidos/Tão barato que eu nem acredito - Cazuza

                


No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.
Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra
A fraude eleitoral é a mais danosa que pode existir pois mina a essência do regime democrático:
a soberania popular expressa no voto.
Esse é apenas um caso entre muitos outros pelo Brasil afora! Soberania que parece estar minada na mente de todo um povo, pois você cidadão lê isso e não se dá conta em termos efetivos, em termos de ação, de como hoje mais do que antes estamos submetidos à uma ditadura infintamente mais sutil e sofisticada devido ao dominío da tecnologia e da mídia. O fato de estarmos denunciando isso aqui abertamente não pode ser sobrevalorizado, pois o impacto de uma página de internet frente a torrente de informações que é vertida na grande imprensa, na mídia em geral, é nula. Só podemos contar com você para propagar tal denúncia.   Interessante que a Constituição em seu artigo 220 diz:"a manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo, não sofrerão qualquer restrição". 
Polícia Federal, Ministério Público, Ministério da Justiça e imprensa em geral, especialmente a Rede Globo que em 2002, através da repórter Viviane Medeiros, fez uma matéria de 1 semana com alguns candidatos fraudados e nunca veiculou tal matéria, tem conhecimento desses fatos mas são incapazes de agir com a efetividade esperada, estão submetidos a pressões políticas gigantescas que os impede fazer justiça de fato. Acreditamos que só a organização livre dos cidadãos em grande escala pode fazer frente ao domínio de todo um povo por pequenos grupos de políticos, empresários, juízes e policiais. Será que não estamos todos cansados e indignados de vermos tanta corrupção, tanta injustiça, tanto desmando cometido por aqueles que se julgam melhores que o povo? Contudo, confiamos no heroísmo de alguns homens bons que ainda existem dentro e fora de instituições como a Polícia Federal, o Ministério Público e a própria imprensa.
Para bom entendedor meia palavra basta, mas usamos as palavras de Carlos Drummond de Andrade, que quem diria, denuncia os fraudadores da eleição para deputado estadual no Rio de Janeiro em 2002, aliás, surpreende-nos que o grande poeta em suas quadras revele o dom profético de um Nostradamus.
Meu partido
É um coração partido
E as ilusões estão todas perdidas
Os meus sonhos foram todos vendidos
Tão barato que eu nem acredito
Isso para não falar num outro poeta profeta, Cazuza.
Claro que dentre os candidatos eleitos naquele pleito temos os suspeitos mais óbvios. O tipo de fraude que indicamos revela uma (suposta) fraude que se dá na totalização dos votos, dentro dos próprios computadores da justiça eleitoral, como indicam os documentos aqui apresentados e extraídos do próprio TRE-RJ ou do site oficial do tribunal.
Ainda assim confiamos na Justiça, se não na humana, na divina!


Jorge Luiz Mendes

Fonte: votoseguro.com