sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

ISAÍAS 44: PODER DE DEUS DERRAMADO SOBRE O SEU POVO

Apesar de Israel ter pecado tanto, ter sido, por um tempo, idólatra, começando com a tribo de Dã, no livro de juízes, onde ele começou sistematicamente a pecar, pois até um sacerdote foi posto na casa de Mica.
Mais Deus aqui continua a amar  Israel, apesar disso,pois é seu povo, Jesurum, o justo, título dado em Deuteronômio 32.15.Isaías 44:3
Deus promete derramar o Espírito Santo, bênção cumprida no livro de Atos, quando ele foi derramado sobre seu povo, e todos foram cheios, e todas as bênçãos advindas disso, e a vida de prodígios sem fim.
Algo bem interessante é a narração que ele faz dos fazedores de ídolos, e com riquezas de detalhes e mordaz sarcasmo, zomba do poder (ou falta dele) desses ídolos, que de novo são chamados para para mostrarem seus poderes, o que não é possível, posto que não são deuses, não fazem nem bem nem mal. Pegam madeira das árvores, fazem talhes detalhados nelas; da mesma forma os ferreiros fazem um belo trabalho fazendo os ídolos, e eles mesmos não param para pensar que se são eles que fabricam, então os fabricantes têm mais poderes que eles. Estão cegos demais para entenderem isso. Paulo lança luz sobre isso quando diz que por trás desses ídolos estão os demônios,pois os ídolos em si mesmos não valem nada. Só Deus é Deus.
Nos versos 6-8 há uma prova de que Ele sabe o futuro, coisa que nenhum deus jamais fez; só o Senhor sabe o futuro e sabe  o que vai acontecer na história da humanidade. Mais uma vez ele diz que Israel é testemunha do cumprimento dessas profecias, povo tão peculiar de Deus.
Há uma crítica àqueles que se alimentam de cinzas,  que alimentam seus sistemas filosóficos que não pode satisfazer a ninguém ou os agnósticos, e todos aqueles que zombam de Deus e do Evangelho, o único que pode salvar, e Deus cobra de todos que pecam, e eles colhem aquilo que plantaram, pois é Deus quem faz isso. Não adianta querer achar que sua forma de pensar é a forma certa, e Deus não existe, pois Ele não precisa da aprovação do homem para existir, Deus é grande em si mesmo, e nada nem ninguém pode mudar isso, nem provar o contrário.Do provém dele e ele é o referencial da sabedoria e da perfeição em seu mais alto grau, se é que se pode dizer que existe grau para a perfeição de Deus, o que é muito improvável, pois é infinito em sabedorias e poder. 
Outra coisa que prova seu poder, o fato do templo ser de novo fundado, algo que ninguém acreditava mais, pois depois de setenta anos o templo foi fundado,quando a terra estava abandonada, sem morador algum, e os muros foram reerguidos, com Neemias, em 52 dias só, apesar de muitos povos serem contra e terem feito de tudo para a obra parar mais de dez anos;mas no tempo certo foi terminado o templo, e isso sem que ninguém achasse que iria acontecer, pois um pagão, Ciro, deu a ordem para essas reconstruções. Deus é o Deus da história.