sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

PROFISSÃO DE FÉ

Todas as vezes que alguém vai dar a profissão de fé, fico admirado como a maioria erra nos motivos que levam a pessoa a dar essa profissão.
Sempre dizem que querem fazer parte do corpo de Cristo, a igreja. Mas elas esquecem que já fazem parte desse corpo assim que aceita Jesus Cristo como salvador de sua vida. Quem é que ensina elas errado? Se fosse verdade que só fizesse parte do corpo de Cristo quem se batiza, quem morresse sem batismo não iria para o céu.
Outra coisa que dizem é se aparecer alguém de outra igreja, a pessoa que está ali para se batizar, aceitaria namorar cm ela.A resposta deve ser não, tem que casar com alguém da mesma igreja, não importa se a pessoa é evangélica, omo se o Cristo dela fosse outro Cristo. Mas Efésios diz que há uma só fé, um só Senhor, um só batismo(Ef. 4.5). Então por que recusar o namoro? Só por ser outra igreja? Não será presunção achar que só certa igreja é a certa? Não foi essa a forma de pensar de Israel e dos Fariseus e Saduceus? Achavam que só eles seriam salvos e eram justos, quando na verdade eram os piores que existia.
Devia se proibir namorar com nao-crentes. Além do mais, julgo desigual é entre crentes e não-crentes, e não entre crentes e crentes.Veja aí. Paulo fala isso lá em Coríntios (1 Co 4.3).
Então devemos também prestar atenção nessas coisas e ensinar certo. E jamais se deve dizer como ouvi um dia desses: "Muita ignora que nós falamos de costumes, e que a Bíblia não fala sobre certos costumes que nós ensinamos, como uso bermuda, cortar cabelo, etc. Os costumes e a efetivação das doutrinas bíblicas." Isso é errado. Doutrina bíblica não muda, é a Palavra de Deus, agora costumes mudam sempre.Não se deve equiparar uma coisa com a outra. Uma é passageira, a outra, é eterno.