domingo, 29 de dezembro de 2013

O EXEMPLO DA RÚSSIA

Quem diria que um dia iria chegar, no qual eu e muita gente cristã fosse admirar a Rússia. Isso mesmo, muitos crentes em Cristo estão admirando a Rússia por sua atitude anti-homossexualismo que está implantando cada vez mais pelo presidente Putin e  entidades como o parlamento russo.
Eles, mais do que ninguém, sabem o que a liberalização do aborto fez nessa sociedade, como a levou à depravação total desde o tempo do comunismo. Quase acabou moralmente com esse país.
Eles estão rechaçando até as passeatas gays, como aconteceu recentemente por lá, pois não aceitam nada disso. O ativista pró-família Dmitry  disse que a Rússia não era Sodoma, que Deus destruiu por causa do pecado do homossexualismo, a sodomia que hoje é combatida também na Rússia. O próprio EUA não se envergonha de ficar contra a Rússia por causa disso, cujo governo, o mais podre da história, de Obama, promove essa nojenta agenda gay, combatida por Júlio Severo, um cristão que teve que se mudar do Brasil para não sofrer violência dos ativistas gays, que querem que a sociedade os adore do mesmo modo que adoravam Baal na antiguidade, e também Moloque, e todos os deuses antigos, que hoje têm seus correspondentes. 
Nem a ONU fez com que a Rússia se pusesse debaixo desse julgo, quando a ativista gay Irina Fedotova denunciou a Rússia pelo fato dela não aceitar de modo algum a promoção homossexual por la, pois ela faz com que os jovens sejam prejudicados mental, emocional, psicológica e espiritualmente. Lá os gays não têm vez. Está provado que a maioria do povo russo apóia as leis que proíbem o homossexualismo. O que eles, a  sociedade, permitem é que os gays promovam seu modo de ser entre quatro paredes, e não fiquem promovendo seu modo de vida para todos imitarem, pois é contra a natureza humana. Imitemos essa atitude dos russos.
A igreja ortodoxa está combatendo isso de modo vigoroso e não baixam a cabeça para eles, dizem que é contra o que Deus criou e que não aceita essas condutas.Têm mais coragem do que muitos cantores pseudos-evangélicos, que para não perderem fama e nem oportunidades, aceitam de bom grado isso, contrariando e negando a fé que diziam que professavam, como Ana Paula , do Diante do Trono, que falou que nós como cristãos "temos muito que aprender com os gays". Mas Jesus disse que temos que aprender com ele. Amem.