sábado, 7 de dezembro de 2013

AS RÁDIOS RBC1

As programações das rádios am  e fm da RBC1 são bastante diversas não só nas ondas,mas em várias formas. Muitas músicas que tocam na primeira rádio jamais tocariam na segunda, em alguns programas.
O que parece é que uma rádio é mais ortodoxa, outra, liberal.
Por exemplo, Cristina Mel, Kleber Lucas, Bruna Karla, geralmente não tocam nas programações da radio am, enquanto que esses cantores tocam com muita frequencia na fm. Até a linguagem dos locutores é diferente, por que a essa radio é dirigida aos jovens da igreja, tanto que as músicas não são do tipo  imprecatórias, que falam de vitórias e derrota do inimigo, mas falam de oração, de amor, de relacionamento, de um modo diferente, a letra, algumas vezes, lembram certas músicas da MPB, não só pelo ritmo, mas também a letra. Os mais jovens gostam.
Mas há, na fm, uma programação diária de músicas do passado, a partir das 18h00. Não se vê os irmãos comentando nada da rádio fm, mas só da am. Pelo menos os mais antigos só querem as programações de Carlos Pereira, por exemplo. É um locutor mais pegado com os velhos costumes da igreja, não segue essa linha liberal da outra rádio, não toca quase nunca Cristina Mel, Oséias, Marina de Oliveira, mas toca Nelson Ned, que dizem alguns não ser mais crente, e no entanto, toca na rádio am. Não dá para entender certas coisas.
Os pedidos de oração são uma das coisas mais frequentes nas programações da radio am, os irmãos interagem de forma surpreendente, ajudando-se mutuamente. Há entrevistas de cantorres que estão começando, de testemunhos de irmãos das mais diversas áreas, e Deus faz uma obra maravilhosa nas vidas dos ouvintes. E a programação via seguindo bem diversa, com Rossano na fm, o mesmo que faz as entrevistas no programa Lição de Vida, um dos programas mais assistidos da RBC1, mas esse, na TV.
Às vezes a impressão que se tem é que os programas da radio fm são de outra igreja, e não da Assembléia de Deus em Recife, de tão diferentes que parecem.
A verdade é que a igreja está mais liberal em certas coisas como a linguagem usada com os jovens e o tratamento dado a eles. antes era mais ortodoxo, embora não seja liberal em exagero, mas dentro ainda da ortodoxia assembleiana. Já se ver coisas muito diferente de antigamente, como sorteio de brindes nos cultos, coisa jamais pensada vinte anos atrás. Realmente, nesse ponto a igreja Assembleia de Recife mudou para valer. E essa mudança tem sido vista nas programações das rádios, e até na am, dependendo do locutor.
Numa coisa isso é bom, pelo menos os jovens são mais compreendidos, mais aceitos e também têm uma programação que dá o que eles gostam.