segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

AS CANÇÕES DE ELIÃ

As músicas da cantora pernambucana Eliã Oliveira sem dúvida tem suas qualidades. Sempre está cantando no Templo Central em Recife, PE, nos cultos de doutrina e nas ceias, festas e demais eventos promovidos por essa igreja.
De uns tempos para cá essa cantora tem mudado um pouco seu repertório, que tem músicas consagras como "Meu Deus é Fiel", dentre outras de valor invejável, uma qualidade que exalta A Deus de forma gloriosa, tanto na melodia quanto na letra das mesmas.
As últimas músicas dessa cantora tem tido grande aceitação por parte do público evangélico  como as que falam de Gideão, Nabucodonosor  dentre outras também do repertórios da cantora, que pode ser chamada de musicas imprecatórias, pois evocam a vingança de Deus de todos os seus inimigos e de todos os que lhe são desobedientes. Mas alguns pastores, como o presidente da Assembléia de Deus, o pastor Aílton, não veem com bons olhos esses tipos de musicas, pois só falam de derrota do inimigo e se esquecem de adorar a Majestade santa de Deus, como os hinos da Harpa Cristã e de cantores também consagrados como o pastor Feliciano Amaral, um dos mais antigos cantores   evangélicos. Mas não é só Eliã quem canta esses hinos. Quem não se lembra do hino da cantora Damares, que fala da derrota dos inimigos usando metáforas interessantes como o vencedor no palco e o inimigo assistindo tudo. Mas o problema nesses hinos é que eles não levam em conta que antes da vitória vem a obediência,  e Deus não dá vitórias se não for dessa forma. É isso que é criticado pelos pastores e ensinadores da Palavra de Deus na igreja assembleiana. Isso virou uma espécie de modismo evangélico atualmente. 
É diferente dos hinos cantados por Alberes Nascimento, um dos poucos que cantam no templo sede em Recife, e o cantor Jair Santos. Segundo disse o primeiro, certa vez, "hinos que enlevam a alma a Deus". 
Mas o povo gosta dos hinos de Eliã. Quando ela chega para cantar na igreja sede o povo logo se alegra, pois seus hinos são considerados ungidos por Deus.O que fala sobre Nabucodonosor tem uma frase que virou moda entre os crentes, quando diz que "é o mundo se curvando e a igreja de pé". Não deixa de ser verdade. 
A verdade é que os hinos mais antigos de Eliã Oliveira parecem mais inspirados e que louvam mais a Deus do que esses de agora. Muitos pensam assim também. Esses do tipo imprecatórios parecem não se coadunar com a doutrina cristã de que devemos amar os inimigos, de louvar a Deus, e não só de falar na derrota deles, "pois nossa luta é contra as hostes espirituais da maldade, e não contra o homem", disse Paulo aos efésios.
É verdade que quem tem Deus tem vitória, mas tem que ser levado em conta a obediência a Deus, e que o Evangelho é o Seu poder sendo manifesto ao mundo para a salvação de todos aqueles que creem no nome de Jesus. "Porque o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas gozo e paz, e alegria no Espírito Santo".