quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

DE NOVO

Todo final de ano é isso: as pessoas ficam preocupadas como que vai comprar ou que vai fazer com o décimo - terceiro e com o dinheiro extra que vai ganhar ou ganhou. Começam a se solidarizar com quem não tem comida ou brinquedo e procuram influenciar as pessoas para isso também. Roupa, sapatos, sandálias, perfumes, jóias, lingerie... Compram de tudo. Ficam anuviados e não raciocinam. Parecem que foram feitas só para comprar. Não vivem, não saem com a família, não usufruem a vida como ela deve ser usufruída. São máquinas capitalistas. Servem à indústria e ao comercio. No próximo ano, tudo de novo.