sexta-feira, 17 de julho de 2009

O CONGRESSO DE JOVENS NO TEMPLO CENTRAL DE RECIFE





Quem participou do congresso dos jovens o Templo Central, ficou estupefato com o que Dês realizou nele. Foi tremendo mesmo. A organização foi bem treinada, bem articulada, ótima.


O que chamou a atenção não só minha, mas de muita gente foi o fato de não haver aquela perda de tempo, aquela coisa inútil da abertura. Foi uma as mudanças mais bem sucedidas do pastor Ailton. O que apareceu mesmo foi a simplicidade. Aquela simplicidade que tem o evangelho. Não que Deus não goste de coisas grandiosas. Gosta sim e muito. Lembrem-se do Tabernáculo; quanto luxo ele tinha. Muito ouro, muita prata, muita púrpura. Coisa digna de rei. E Deus é o Grande Rei.



A palavra do primeiro dia foi ao mesmo tempo simples e grandiosa. O irmão que pregou falou inspirado pelo Espírito Santo, dando uma mensagem dirigida por ele e cheia de grandes verdades. Até os pastores, que raramente expressam se sentem o poder de Deus ou não, mostraram estar satisfeitíssimos com a palavra falada. Contou um pouco da sua experiência, de como foi sua chamada, de como Deus o guiou até ao lugar onde ele está agora. Chamada de Deus é algo sério mesmo. Uma coisa linda.



A quantidade de jovens foi algo fora o comum. Parece até que não tem tantos jovens assim na igreja Assembléia de Deus (se bem que somos a maior denominação do país.). o templo ficou infestado deles; em todos os cômodos do lugar havia jovens. A disputa pelos bancos era de ficar com os cabelos em pé. De todas as idades, de todos os lugares de PE.



O que também chamou a atenção foram os irmãos do interior do Estado. Muitos jovens vindos em grandes caravanas para também se regozijar conosco. A maioria que veio de longe se hospedou lá; a comida foi por conta da igreja mesmo. Imagine o que se não gastou com comida, as três refeições diárias.... Mas valeu a pena. Foi uma bênção! Deus agiu poderosamente mesmo. Houve batismos, curas, transformações nas vidas de muitos jovens que estiveram lá, ou mesmo daqueles que foram alcançados pelas mensagens pregadas nos dias da festa. Que Deus seja para sempre louvado!



Por vezes a rigidez dos irmãos da organização chegava a contrariar, deixar com raiva, pois exageram um pouco pelo zelo espartano deles. Certa noite um componente do grande coral quis passar pelo corredor dos bancos do meio do templo, e ele não deixaram, mesmo o rapaz portando a camisa do grande coral. Mas no geral eles foram bem.



O templo esteve livre das flâmulas, dos gastos desnecessários, daquilo que tanto foi combatido pelo pastor Ailton. Fica muito mais belo do jeito que foi. Essas mudanças vieram mesmo para mostrar que esses enfeites, os gastos com pinturas, era algo desnecessários.



A palavra do pastor Júnior foi por demais necessária nos dias atuais, principalmente par a juventude, que hoje em dia está bombardeada por essa cultura suja, odre, até. A palavra foi baseada na Palavra de Deus, que é por demais eficaz, que penetra até à divisão da alma e do espírito. Foi uma bênção, Deus atuou com muito poder e unção. Houve vários batismos com o Espírito Santo, transformações e muitas mudanças de comportamentos em alguns jovens tidos como “rebeldes” e sem compromisso com a palavra de Deus, viva e eficaz.



O que ninguém gostou foi do que houve no encerramento: agentes de Satanás infiltrados no povo de Deus fizeram confusão, querendo envergonhar igreja de Cristo com as nojeiras que eles aprendem bebendo todo o vinho de Satanás; uma juventude muitas vezes criada na igreja mas nem sempre convertidas, nuvens sem água, plantas infrutíferas que vivem atrapalhando quem quer realmente cultuar. Infelizmente igreja tem desses tipos de gente infiltrada nela. Mas ainda há os verdadeiros adoradores que adoram o Pai em espírito e em verdade (Jo 4,24).



Nos dormitórios conservou-se a paz e a lealdade a Deus, diferente de outros tempos, quando coisas erradas aconteciam. Segundo a irmã Nathália, sobrinha o pastor Ailton, tudo correu bem; acordavam cedo para o culto matinal, toda manhã, antes dos estudos bíblicos. À tarde também teve estudo bíblico, fazendo com que houvesse crescimento espiritual na juventude. Ainda nas palavras de Nathália, não houve nada que pusesse em cheque a organização do evento. Tudo correu bem. Parafraseando um hino da Harpa: “Pelo amor do Deus bendito, foi tudo bem.”



A igreja de Recife tem sido um exemplo para o país inteiro, pois tem andado na Palavra de Deus, tendo um avivamento fenomenal, um povo avivado, tudo que faz é abençoado por Deus...O crescimento tem sido espantoso mesmo. Que permaneça assim, dando, pois essa igreja não tem se entregado aos ventos de doutrinas e desregramento moral de muitas outras igrejas do sul e sudeste, infelizmente, tendo, algumas vezes, apoio da CGADB (Convenção Geral das Assembléia de Deus no Brasil). Ministérios infames tentam manchar o nome da noiva de Cristo e pervertendo sua juventude, mas Pernambuco está alerta, o pastor Ailton e seu ministério estão alerta (há alguns erros, é verdade, mas não chega manchar o seu nome nem tampouco sair das vedardes fundamentais da palavra de Deus.) assim vamos crescendo e cada vez mais sendo exemplo para todo o país.