sábado, 1 de novembro de 2008

MUITO MAIS QUE UMA ESMOLA







É este um fato bíblico que merece a nossa apreciação. Fala de um milagre. Milagre que mostra a grande misericórdia de Deus. O quanto ele se preocupa com a vida humana, com seus sofrimentos.
Pedro e João estavam indo orar à hora do sacrifício da tarde, como era costume entre os judeus naquela época (Sl 55,17 e Dn 6,10). Este seria um dia maravilhoso para aquele coxo. Um dia do qual ele jamais esqueceria. Uma grande mudança estava para acontecer em sua vida. Ele teria sua vida mudada. Através dele, milhares de outras vidas também teriam suas vidas transformadas e teriam, também, um encontro com Deus.
Fala-nos o capítulo três de atos que este coxo ficava à porta do templo chamada formosa. Segundo os eruditos, essa porta era chamada assim, por ser banhada a ouro, e também, pelo fato da luz do sol, incidindo sobre ela, a fazia brilhar intensamente. Ela ficava na parte oriental do templo. A luz era refulgente e causava um espetáculo para quem quisesse e pudesse apreciar. Por isso, seu nome era Formosa.
O templo, na época dos apóstolos, era o templo de Herodes, o grande. Este santuário começou a ser construído no ano 19 a.C. e terminou no ano 64 d.C. Ele tinha o dobro das dimensões do templo de Salomão. A frente desse templo era de cem côvados de comprimento, portanto, era enorme. Ele foi o mais suntuoso dos dois: o primeiro, construído por Salomão, o segundo, por Zorobabel, no retorno de Babilônia, e o terceiro, por Herodes.
E lá estava o coxo, esperando uma esmola. Que estado lastimável se encontrava esse homem! Com certeza há muito tempo ele era um pedinte. Por quantas agruras esse homem não já havia passado? Esse homem sabia o que era ser desprezado, humilhado; a tristeza, embora quisesse ele esconder, certamente, estava estampada em seu rosto. Ele, com certeza, achavam que estava fadado a viver para sempre daquele jeito. Ele não via sequer uma saída. No horizonte de sua vida, ele não vislumbrava sequer uma luz opaca. Como era vergonhoso para ele! Quem sabe quantas vezes ele não lamentou seu estado, e uma tristeza vinda do íntimo de seu ser, não molhou seu rosto? Quanta vez não contemplou aquelas pessoas saudáveis entrando no templo para adorar e não sentiu a mesma vontade (os aleijados eram proibidos de entrarem no templo)? Com certeza ele desejou fazer o mesmo. Alguma vez estiveste assim, caro amigo? Quem sabe também não estás prostrado e deseja te levantar também?Será que estás mutilado pelos teus traumas, dúvidas, problemas... Situações as mais diversas te deixaram com a alma no chão também.
Mas vejamos o que se sucede. Aquele homem vê Pedro e João vindo em sua direção. Talvez estejam conversando sobre o último acontecimento em Jerusalém, quando centenas de judeus, vindo de todas as partes do mundo, conheceram o tão esperado Messias e viram-no entregar sua vida de uma forma singular; viram também um belo e poderoso discurso de Pedro, quer levou milhares ao arrependimento, a um encontro com Deus. Mas, de repente, a conversa é interrompida por uma voz cheia de amargura e profunda ansiedade: “dá-me uma esmola, pelo amor de Deus!”, disse o coxo. Subitamente, eles param a conversa, e seus olhos procuram a origem daquela voz. Seus olhos vêem aquele pedinte. Pelo discernimento do Espírito Santo, Pedro pôde contemplar a fé daquela criatura sofrida. O coxo esperava uma esmola, como estava acostumado a receber de muitos. Ele não esperava nenhum milagre. Só queria esmola. Sua visão não ia além disso. “Estou derrotado”, certamente pensava ele.
Será que não estas assim também, caro amigo? Pensas que estás destinado ao fracasso, pelo fato de ter sido desprezado por muita gente? Quem te despreza, não vê muita coisa em ti, porque és um tapete; porém, estas perto o dia em que tua vida mudará completamente.
Então, de súbito, uma ordem sai da boca de Pedro: “Olha para nós!” Uma luz brilha intensamente nos olhos do coxo. Pedro prossegue: “ Não temos prata e nem ouro , mas o que tenho isso te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta e anda!" O coxo, de um salto, levantou-se, andou e entrou no templo, dando glória a Deus.
Deus nos dá uma grande mensagem aqui. A solução não está em teu dinheiro, parentes, bancos, ou em teus conhecimentos. Não. O Senhor está nos dizendo: “Eu sou a solução. Olhem para cima, para mim, e eu mudarei vossa vida. Não importa o tempo que estás preso a esse problema. Não importa se, pela lógica, estás condenado, se todos acham que esse é o destino. Eu vou te levantar, e quando eu te levantar, tu não irás andar vagarosamente. Não, mas irás dar saltos, ficarás liberto de uma vez só. E isso vai ser notório a todos que te conhecem. O espanto será geral, pois Deus te dará mais do que pensas. Não fazes nem idéia do que Deus te tem preparado. Confia. Aguarde a vitória. Além de ser Fiel, Deus não dá esmolas a ninguém. Sua graça é infinita. Amém.