terça-feira, 14 de outubro de 2008

UM SONHO ATROPELADO

Causou-me uma compaixão tremenda uma criança outrora saudável, e agora tetraplégica, altamente dependente de cuidados de outras pessoas, principalmente seus pais.
Ele estudava numa escola no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana de Recife. Na foto tirada antes de acontecer o nefasto acidente, ele parecia tão feliz, tão cheio de vida– e era mesmo– estava esta ele lá, na aula, assistindo, quando soube por um de seus coleguinhas que uma carreta havia virado na avenida.
No ímpeto de seus 11 anos de idade, ele pediu à professora para ver o veículo virado lá - nada mais normal para um menino de sua idade - quando uma kombi bateu nele violentamente, deixando-o quase morto. Sua frágil constituição física foi muito afetada, deixando o pobre infante muito débil.
Hoje ele está, nove anos depois, ainda num estado lastimável. A justiça obrigou o estado a pagar cinco salários mínimos, que só dá para comprar os alimentos dele, pois os gastos são muito onerosos. Sua figura esquálida causa pena, parece um menino ainda, devido à sua figura esquelética. Confesso que chorei quando o vi, não pude evitar, pois me comoveu muito. Seus pais, após nove anos, ganharam na justiça a indenização de 100000 reais. No entanto, seus dois mil reais de pensão vitalícia será reduzido a três terços do salário mínimo. Seu pai vai recorrer da decisão na justiça. Por um lado a justiça ajuda, e por outro, toma o que deu. O Estado vai recorrer dessa decisão. Infelizmente a lei diz que ele deve fazer isso.
A vontade que me deu foi de orar por essa família, de pedir a Deus que lhes dê condições para ir superando toda essa dificuldade. Que o senhor dê saúde a seu pai, paciência, mais amor, afim de que ele possa suportar tudo até o fim. Deu-me vontade também de interceder, de pedir oração à igreja, ao povo de Deus para que ore e interceda por essa e outras famílias que passam pela mesma situação.
Certa vez ele disse à sua mãe que quando crescesse seria um médico pediátrico, pois seu sonho era cuidar de criança. Ao ouvir isso duas lágrimas desceram dos meus olhos. Seu sonho foi atropelado por uma kombi em alta velocidade.Talvez Deus tenha um propósito nisso tudo. Quem sabe um dia um milagre não aconteça em sua vida, como aconteceu na vida daquele cego de nascença, no capítulo 9 de João?Os discípulos perguntaram quem pecou, ele ou seus pais, para que nascesse cego. Jesus respondeu que nenhum deles havia pecado, ele nasceu assim para que nele se manifestasse a glória de Deus, pois seu poder se manifestaria, como acabou acontecendo naquele dia. Creio que o nome de Deus ainda será muito glorificado em sua vida. Na foto podia-se notar que ele é cristão. Deus sabe de tudo. Até lá, continuemos orando e intercedendo por ele e por sua família, pois a Bíblia nos conclama a orarmos uns pelos outros. Amém.