quarta-feira, 15 de outubro de 2008

PEDRA DA AJUDA

Desde a fundação
Nos portamos com atenção
E suspiramos por ter em mãos
A coroa que nos dará com amor
Nosso Cristo,que com fervor,
Surpreende com bênçãos
Que não se contou.
Até aqui nos ajudou o Senhor.

Já enfrentamos de tudo,
Pela cruz sofremos muito:
Perseguição, desprezo, escassez
De amor...Mas não haverá vez
De fincarmos os pés
Na lama do fracasso.
Cristo nos traz em seu regaço
E nos banha em seu resplendor.
Até aqui nos ajudou o Senhor.

Muitos entram, outros saem,
Há renovo, pois Deus faz
Cair em nós a graça
Que se espalha e ultrapassa
O limite que se esperou.
Deus coopera e nos sustenta
Com a destreza que nos doou.
Até aqui nos ajudou o Senhor.

Casados,solteiros,não importa,
O Ebenezer comporta
Todo aquele em quem Deus toca
Para sentir este ardor.
A música sai com fluência
Do peito em que não há ausência
Da alegria em que os céus nos fincou.
Até aqui nos ajudou o Senhor.


Quem disse que desistiríamos
De beber a música celeste?
sabemos que do céu desce
a comida que Elias provou.
Não andaremos só quarenta dias;
Desbravaremos caminhos com ousadia
Que o Mestre nos outorgou.
Até aqui nos ajudou o Senhor.

Não pense o inferno que nos vence,
Pois nos prepara grandemente
Para a batalha,Deus, e pela frente
Nenhum laço ficará que nos armou.
Sua paz cai em cai qual chuva em torrente.
Pra isso sua vida em nós deixou.
Até aqui nos ajudou o Senhor.

Prosseguiremos até à volta,
A Parousia gloriosa
Do Kirios que nos comprou;
Na cidade de ouro puro
Louvaremos a quem é merecedor;
Ao passarmos por seus muros
Diremos ao Redentor:
Até aqui nos trouxeste Senhor!