quarta-feira, 15 de outubro de 2008

OS AGENTES DE SATANÁS NA IGREJA

Durante a guerra fria existia dois pólos políticos: os socialistas, encabeçados pela Rússia, antiga URSS – União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, e os Capitalistas, capitaneado pelos EUA – Estados Unidos da América, que procuravam a todo o tempo trazer para si as nações que ainda não haviam se decidido em qual pólo ficar. Era uma coisa terrível. Quantas conspirações, quantas mortes não houve por causa disso; quantos bilhões de dólares investidos...quem vivia de fato essa guerra era os agentes de ambos os lados. Existia até os agentes duplos. Mas isso é outra história.
Tenho visto que na Igreja de Cristo tem acontecido quase a mesma coisa.Existe crentes que agem como agentes de Satanás, fazendo a vontade dele dentro do corpo de Cristo, infelizmente. “Pelos seus frutos os conhecereis”, dizia o Mestre aos seus discípulos. Pura verdade. Se observarmos direito, veremos quem são e o que fazem essas pessoas. Jesus também os comparou com joio, que é parecidíssimo com o trigo, somente um especialista distingue os dois. Quando você vir alguém assim na igreja, certamente é uma dessas pessoas. Quem tem o Espírito de Deus jamais age assim; eles são muito diferentes, o fruto do Consolador aparece N’ele, com certeza. Essas outras  pessoas vivem fazendo intrigas, fofocando, não podendo ver alguém feliz de jeito nenhum. Estão fazendo o trabalho sujo do diabo. Pode ser até um líder, principalmente, aliás.
A melhor forma do Inimigo minar as forças de uma igreja, é usando os seus líderes, pois os seus líderes levam a igreja junto com ele.Quanto maior a maturidade do líder, mais o Diabo o quer, tenta, procura tê-lo em suas mãos de todo jeito. De uma vez só ele pode arrebanhar todo um povo. Por isso nós temos que estar atentos ao que ensina a Palavra de Deus, e não ao líder em si. Quando ele é um fiel servo de Deus, devemos obedece-lo; mas se ele se desviar, devemos considera-lo maldito (Gl 1.7,8). O que ele ensina deve ser sempre comparado com a Palavra de Deus, como faziam os irmão de Beréia. Há quem não concorde com isso. Há pessoas que creem que devemos aceitar tudo o que o pastor disser, mesmo quando ensina heresias. Não é por aí. E se ele tiver se corrompido e ter se transformado num agente de Satanás na igreja? É isso que o maior teólogo de todos os tempos ensina, em sua segunda carta aos Coríntios, no capítulo 11. Ele fala de uma maneira linda, profunda. Havia um grupo chamado de os judaizantes, se enquadravam nessa funesta categoria que falo aqui. Paulo os chamava de falsos apóstolos. Dizia ele que assim como o inimigo se transforma em anjo de luz, ele pode fazer com que os seus instrumentos se “transformem” em ministros de justiça. É muito fácil para ele. Uma das passagens mais lindas do Novo Testamento, é quando Paulo, depois de sua última viagem pelas igrejas que fundou, manda chamar os pastores de Éfeso para lhes ver pela última vez (Atos 20). O apóstolo então lhes diz “que tinha ensinado a eles todo o Conselho de Deus”; tudo quanto o Espírito Santo havia ensinado a ele, Paulo, havia sido repassado para aquela igreja. Prosseguindo, ele diz “que do meio deles mesmos iriam surgir lobos cruéis, que não perdoariam ao rebanho”. Os irmãos começam a chorar, muito emocionados, por que sabiam o quanto terrível seria isso. Os Agentes de Satanás também perturbaram os cristãos de Gálatas. Os mesmos desgraçados judaizantes tentaram acabar com a igreja da Região da Galácia. Depois de ficar sabendo minuciosamente de tudo isso, o apóstolo diz que “eles haviam caído da graça, que era incompatível com o espírito do Cristianismo o que eles estavam querendo fazer com a igreja”. Falou que “aqueles que queriam fazer com que eles se circuncidassem, cortassem logo o seu membro fora, já que davam tanto valor a isso”. Outra coisa que Paulo falou e me emocionou muito foi no capítulo 6: “Desde agora ninguém me inquiete, porque eu trago no meu corpo as marcas (no grego, stigmata) do Senhor Jesus”. Que convicção! Outro que falou contra os agentes de Satanás foi João, o apóstolo do amor. Ele aconselhou contra os gnósticos, que viviam espalhando na igreja que Jesus Cristo não veio em carne, mas que na hora da morte, o “Cristo” saiu do Jesus e subiu ao céu, deixando-o sofrer na cruz. João fala que “esses não são de Deus”; não importavam para João quem eram, o que faziam, nem se eram importantes ou não, eram do Diabo, agentes de Satanás. Por isso, é preciso estar atento à palavra de Deus, ao que ela diz, ensina, exorta.
Conheço uma figura assim, que faz na igreja o trabalho do Inimigo. Desde que eu era garoto que essa pessoa fica fazendo intrigas na igreja, onde quer que ela chegue é assim. Quando vê alguém cuidando de um coral, ela faz de tudo para aquela pessoa sair, procura os defeitos mais simples para difamar essa pessoa; enquanto ela não vir o irmão ou a irmã perder o cargo, não sossega. Fica procurando órgãos para desequilibra-los, de qualquer natureza que seja o órgão, de algum modo. Primeiro ela se aproxima das pessoas, se torna amiga delas, e diz que vai orar por elas. Estuda o modo de ser, o que pensam, e depois, por trás, começa a desacreditar as pessoas, para que, quando elas caírem, todos concordem com isso. Depois de falar bem muito, difamar mesmo, ela ainda tem coragem de falar com as pessoas que difamou, como se nunca tivesse feito mal nenhum; são extremamente dissimuladas, fingidas, como todos os agentes de Satanás. São aparentemente normais, prósperas, mas não têm um bom relacionamento com os filhos; não têm um bom relacionamento conjugal, e suas vidas não prosperam nem material nem espiritualmente. Os filhos se desviam logo, não conseguem ter raízes em Deus, pois não receberam o devido ensinamento de seus pais, que também não as possuem. Esse é o perfil dos agentes de Satanás na Igreja de Cristo. Na minha opinião essa pessoa é uma praga nessa congregação. Os frutos dela não são de quem serve a Deus. Citando ainda João, ele diz “que quem vive odiando a seu irmão é do diabo". Não existe meio termo; se faz isso, pertence ao reino das trevas. Nunca mudou, nunca cresceu na graça e conhecimento de Cristo Jesus. Um joio podre, fedorento, imprestável. A vida dela é ficar inventando mentiras, tramas das mais variadas. O pior de tudo é que ela tem um cargo nessa congregação, infelizmente. Só interessa a ela um órgão onde tudo está correndo bem, certinho. Quando um órgão está assim, chama a atenção dela. Oro a Deus para que esse instrumento do Inimigo seja vomitado da boca do Senhor Jesus, se não houver arrependimento, conforme diz Jesus em Apocalipse. Creio que essa pessoa chegou num nível que não tem mais jeito; não que Deus não possa converte-la, mas é que seu coração está por demais endurecido, não permitindo que o Espírito Santo trabalhe nela. Há um momento que Deus descarta de uma vez por todas (Rm 1).
Na próxima vez que alguém for pregar em sua igreja, preste atenção no que esse alguém está falando, se está coadunado com a Bíblia. Se não estiver, descarte, não importa quem seja. Já vi muitas heresias serem proferidas de cima de um púlpito. Às vezes era uma pessoa conhecida no ministério, “idônea”, mas que estava ali, cometendo uma torpeza. Pode ser que ela não estivesse falando de vontade própria, mas é bom ficar sempre atento. Só Deus sabe o que ele é de verdade. Desde a igreja primitiva que há esses tipos de gente espalhada entre nós. Quem leu o livro “História Eclesiástica”, de Eusébio de Cesareia, verá a luta que a igreja tem enfrentado, das heresias espalhadas por pessoas que se desviaram do Caminho Santo. Coisas terríveis o diabo espalhou, disseminando tudo que não presta. E sempre o antídoto foi a palavra de Deus. Só ela é suficiente para combater esse mal.
Tenho para mim que quando o Anticristo vir, esses crentes falsos irão saudá-lo como quem saúda um ente querido há muito tempo longe. Esse momento será o momento da certeza. Quem for de Cristo subirá, mas quem estiver a serviço de Satanás, ficará aqui. Diz um salmo que “os ímpios não permanecerão na congregação dos justos”. Que bela verdade! É isso que me consola. Um dia isso irá acabar, Cristo os condenará ao inferno (Ap 20). “E ele os venceu pela palavra de Sua boca”, diz ainda o livro Santo. Justo é o Senhor em todos os Seus caminhos.
O que temos de fazer, irmãos, é ficar atentos a esses tipos de cristãos, falsos cristãos, que denigrem o bom Nome do nosso Mestre. Fiquemos como Ezequiel, de atalaia, olhando cada detalhe, cada coisa que disserem ou fizerem contra o Santo Evangelho de nosso Senhor Jesus. No capítulo 16 de Romanos, Paulo aconselha a igreja a ver, notar quem vive fora da vontade de Deus, cuja vida não se coaduna com o que ensinou o Cristo, ou os santos apóstolos. Note que esse viver não é fazendo nem cumprindo certos costumes como se fossem as bases dos ensinamentos da igreja, mas baseados na palavra de Deus. Sim, pois os apóstolos pregavam falando o Velho Testamento, cujo tema já era Cristo. Sempre foi. Portanto, eles pregavam Cristo. Estejamos firmes e ligados Nele. Amém.