quarta-feira, 15 de outubro de 2008

OS ADORADORES DE JUDEUS

Conheço certos tipos, colegas meus -não considero amigos, pois muitas coisas eles não me dizem, mas escondem de mim, coisas corriqueiras, não são segredos muito importantes, por exemplo- há também certa reserva que eu percebo da parte deles.
Pois bem. Eles costumam de vez em quando se reunir e debater a Bíblia, falam tanto de teologia e suas variáveis quanto fatos do cotidiano. De uns tempos para cá começaram e estudar hebraico. Tudo que se relacionava com os judeus, eles estudavam. A cultura, a falta de fé dos judeus em Jesus e muitas outras coisas. Comecei a perceber que nas conversas deles colocam o judeu acima de bem e do mal. Chegava a ser ridícula a maneira como eles abordavam o tema. Têm mais respeito aos judeus do que ao próprio Deus, que criou a humanidade. São doentios. Levam para debater poesias, livros antigos, a Torá, o Talmude, tudo. Ficam falando hebraico para impressionar os demais que não entendem. Adoram pousar de sábios. São mesmo uns verdadeiros imbecis. Para eles tudo que um judeu fizer, é verdadeiro, justo; todos os judeus são honestos, sábios. Não existem judeus ladrões, assassinos, devassos. Na mente doentia deles os judeus têm acesso irrestrito aos céus, creiam em Deus ou não.
Certa vez estava lá para jogar conversa fora um pouco (nem de só coisas sérias vive um pesquisador, ou leitor feito eu), quando chegou o mais alienado deles e contou uma experiência que teve. Foi ele a uma espécie de cultura judia aqui em Recife e começou a conversar com um judeu. Interessante era a maneira com ele falava da experiência. Parecia que havia encontrado um anjo de Deus. Ficou vermelho quando falou essas coisas. Sua pele branca demais ficou parecendo a bandeira do náutico, um time do Recife. Fez uma pergunta ao dito judeu, pergunta essa que na mesma hora ele percebeu que era uma espécie de redundância. Repreendeu ele mesmo na mesma hora, quando entendeu que errou. Ele contando me deixou sem acreditar nos absurdos que estava escutando. Alguém que se dizia cristão fazer uma palhaçada daquelas, esquecendo que a Bíblia diz que o que importa não é a pessoa ser um judeu, mas o que o é de coração. Porque segundo Paulo escreveu, “em Cristo o que importa é ser nova criatura. Nisso não há judeu nem grego, nem gentio”.A alienação deles é tanta que isso não siguinifica nada para eles. São adoradores de judeus. Nos capítulos 9-11 de Romanos, Paulo faz um excelente tratado sobre isso. Explica por quê que os judeus foram cortados da árvore da salvação. A incredulidade deles era cruel. Para eles é como se a Palavra de Deus nada falasse sobre a salvação ou o banimento daqueles que não receberam a Sua Palavra. O apóstolo João, no capítulo primeiro do seu livro, diz: “veio para o que era Seu, mas eles não O receberam; mas a todos quanto O receberam deu-lhes o poder de serem chamados filhos de Deus, aos que crêem no Seu nome”.Qualquer pessoa que recebesse Jesus Cristo como Salvador, seria salvo. Para essa turma, quanto mais eles adorarem aos judeus, melhor para eles, grande será a recompensa que receberão. Em canto nenhum a Bíblia manda a gente tratar assim esse povo. Não devemos odiá-los, mas também não devemos idolatrar eles. Nunca.
Os adoradores de judeus ficam encantados quando encontram um pela frente. Parecem crianças quando o pai traz um brinquedo novo. Encontrar um judeu pela frente é um presente de Deus. São a razão da vida deles. Cristo é uma pessoa secundária para eles. Concordo em que estude o hebraico, grego, inglês, etc., mas daí chegar a ter tanta consideração assim por um povo que fale alguma língua dessas, já muda de sentido. Vamos parar com isso. Seria muito bom esse interesse que eles têm fosse para buscar a Deus e cumprir Sua palavra. Seria muito mais proveitoso. Mas não têm esse interesse. Preferem se alienar.
O que mais irrita neles é o desprezo que eles têm por quem não comunga das mesmas idéias. Quem não é “iluminado” como eles sofre desprezo feroz da parte deles. Acham que estão num patamar melhor, numa situação espiritual melhor, simplesmente pelo fato de idolatrar os judeus. Tenho é pena dessa gente. Espero que Deus ilumine suas mentes e tire esse mal. Isso é um mal que pode levá-los à ruína feroz. Devemos respeitar a esse povo, de onde Cristo veio, mas não chegar adorar eles. Guardem-se deles, os adoradores de judeus. Eles estão por toda parte.